Hospitalização e mortalidade por insuficiência cardíaca em hospitais públicos no município de São Paulo

Hospitalização e mortalidade por insuficiência cardíaca em hospitais públicos no município de São Paulo

Título alternativo Hospitalization and mortality rates for heart failure in public hospitals in São Paulo
Autor Godoy, Henrique L. Autor UNIFESP Google Scholar
Silveira, José A. Autor UNIFESP Google Scholar
Segalla, Eduardo Autor UNIFESP Google Scholar
Almeida, Dirceu Rodrigues de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: Advances in the treatment of heart failure (HF) have resulted in reduced mortality and hospitalization rates. On the other hand, when hospitalized, patients are at high risk of death. OBJECTIVE: As there are few studies in this group of patients in Brazil, we analyzed the numbers of hospitalization and deaths due to HF in the Brazilian Public Health System (SUS) in the city of São Paulo. METHODS: Historical prospective study carried out between 1992 and 2010. The data were obtained from DATASUS. We used Chi-square and t tests for comparison between the periods 1992-1993 and 2008-2009 and logistic regression models when appropriate. The level of significance was set at 5%. RESULTS: There was a 32% decrease in the number of hospitalizations for HF between 1992-1993 and 2008-2009 (p = 0.002). The in-hospital mortality rate for HF was 15%, with a 15% increase in the period (p = 0.004). Between 1992 and 1993, the mean time of hospitalization for HF was 8.8 days. Between 2008 and 2009, it was 11.3 days (p = 0.001). August was the month with the highest incidence of hospitalizations for HF, 20% higher than in February, the month with the lowest incidence (p = 0.041). CONCLUSION: This study showed changes in trends of hospitalization for HF and mortality over the last two decades. We emphasize important implications: 1: 32% decrease in the number of hospitalizations for HF in SUS hospitals in São Paulo; 2: 25% increase in hospitalization time, and 3: seasonal pattern of hospitalization for HF, with a peak in the third quarter.

FUNDAMENTO: Os avanços no tratamento da insuficiência cardíaca (IC) resultaram em redução da taxa de mortalidade e de hospitalização. Por outro lado, quando hospitalizados, os pacientes apresentam alto risco de óbito. OBJETIVO: Como são poucos os estudos com esse grupo de pacientes no Brasil, analisamos os números de internação e óbito por IC no SUS do município de São Paulo. MÉTODOS: Estudo prospectivo histórico realizado entre 1992 e 2010. Os dados foram obtidos no DATASUS. Utilizamos os testes qui-quadrado e T para a comparação entre os períodos 1992-1993 e 2008-2009 e modelos de regressão logística quando apropriado. O nível de significância considerado foi de 5%. RESULTADOS: Houve redução de 32% no número de internações por IC entre 1992-1993 e 2008-2009 (p = 0,002). A taxa de mortalidade hospitalar por IC foi de 15%, com aumento de 15% no período (p = 0,004). Entre 1992-1993, o tempo médio de hospitalização por IC foi de 8,8 dias. Entre 2008-2009, 11,3 dias (p = 0,001). Agosto foi o mês com maior incidência de internações por IC, 20% maior do que fevereiro, mês de menor incidência (p = 0,041). CONCLUSÃO: Este estudo apresentou as modificações nas tendências de hospitalização e mortalidade hospitalar por IC ao longo das duas últimas décadas. Ressaltamos importantes implicações: 1º: redução em 32% no número de internações por IC em hospitais do SUS no município de São Paulo; 2º: aumento de 25% no tempo de hospitalização; e 3º: padrão sazonal de internação por IC, com pico no terceiro trimestre.
Palavra-chave Heart failure
hospitalization
hospitals
municipal
public
Insuficiência cardíaca
hospitalização
hospitais municipais
hospitais públicos
Idioma Português
Data de publicação 2011-11-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 97, n. 5, p. 402-407, 2011.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 402-407
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2011005000096
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000298344100012
SciELO S0066-782X2011001400007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6683

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0066-782X2011001400007-en.pdf
Tamanho: 434.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0066-782X2011001400007-pt.pdf
Tamanho: 472.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta