Transient otoacustic emissions with tone pip in individuals with sensorineural hearing loss

Transient otoacustic emissions with tone pip in individuals with sensorineural hearing loss

Título alternativo Emissões otoacústicas transitórias com estímulo tone pip em indivíduos portadores de perda auditiva neurossensorial
Autor Takeda, Thays Bueno Google Scholar
Gil, Daniela Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Otoacoustic Emissions are generated by the cochlea in response to sound stimuli. They can be generated by clicks or specific frequency stimuli, such as tone pips. This is a quick and objective test with several applications. OBJECTIVE: To investigate the influence of the type of stimulus achieving otoacoustic emissions in individuals with mild and moderate sensorineural hearing loss of sloping configuration. MATERIAL AND METHOD: Thirty-two male and female patients aged from 17 to 63 years, with symmetric sensorineural hearing loss with a sloping configuration were evaluated. All subjects underwent transient otoacoustic emissions testing elicited by clicks and 2.000Hz and 4.000Hz tone pips. RESULTS: The degree of hearing loss and gender influenced otoacoustic emissions; it was significant for click stimulus and tone pips at 2.000Hz. Emissions were absent more often in females with both procedures. CONCLUSIONS: Otoacoustic emissions evoked with clicks coincided with the emissions of tone pips at 2.000Hz. Tone pips at 4.000Hz were more sensitive than clicks for detecting impairment in individuals with high frequencies hearing loss. Gender and the degree of hearing loss ere factors that affected OAE registration.

As Emissões Otoacústicas são sons gerados pela cóclea em resposta a um estímulo sonoro. Podem ser geradas por estímulos clique ou por frequência específica, como tone pip. É um procedimento rápido e objetivo com inúmeras aplicações. OBJETIVO: Verificar a influência do estímulo nas Emissões Otoacústicas em indivíduos com perda auditiva neurossensorial de grau leve e moderado com configuração audiométrica descendente. MATERIAL E MÉTODO: Foram selecionados 32 indivíduos de ambos os gêneros, entre 17 e 63 anos, com perda auditiva neurossensorial de grau leve e moderado com configuração audiométrica descendente. Foi realizada a emissão otoacústica com clique e tone pip em 2.000Hz e 4.000Hz. RESULTADOS: O grau de deficiência auditiva e o gênero influenciaram na obtenção das emissões, sendo significante para o clique e tone pip de 2.000Hz, apresentando equivalência de respostas entre os estímulos e maior ausência de emissões no gênero feminino. CONCLUSÃO: As emissões otoacústicas com estímulo clique coincidem com as emissões com estímulo tone pip na frequência de 2.000Hz. Nos indivíduos com perda auditiva nas frequências altas, o tone pip de 4.000Hz mostrou-se mais sensível que o clique. Influenciaram na obtenção das emissões o gênero e o grau da perda auditiva.
Palavra-chave hearing
hearing loss
sensorineural
speech
language and hearing sciences
audição
fonoaudiologia
perda auditiva neurossensorial
Idioma Inglês
Data de publicação 2011-10-01
Publicado em Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial, v. 77, n. 5, p. 616-621, 2011.
ISSN 1808-8694 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Extensão 616-621
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1808-86942011000500014
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000296229700014
SciELO S1808-86942011000500014 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6670

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1808-86942011000500014-en.pdf
Tamanho: 298.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S1808-86942011000500014-pt.pdf
Tamanho: 326.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta