Comparação do efeito antiangiogênico do ranibizumab e do bevacizumab in vitro

Comparação do efeito antiangiogênico do ranibizumab e do bevacizumab in vitro

Título alternativo Comparison of anti-angiogenic effect in vitro between ranibizumab and bevacizumab
Autor Souto, Alexandre Cupello Autor UNIFESP Google Scholar
Maricato, Juliana Terzi Autor UNIFESP Google Scholar
Denapoli, Priscila Martins Andrade Autor UNIFESP Google Scholar
Sallum, Juliana Maria Ferraz Autor UNIFESP Google Scholar
Han, Sang Won Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: To evaluate the comparative in-vitro antiangiogenic effect of Bevacizumab and Ranibizumab. Methods: Endothelial venous umbilical cells culture (ECV304) cultivated in F12 media with addition of 10% Fetal Bovine Serum, were plaqued and treated with clinically relevant concentrations of Bevacizumab and Ranibizumab just after the scratch done in the middle of the culture (scratch methodology). Measurements of the linear size of the area free of cell proliferation were done 24, 48 and 72 hours after the scratch day point. All the experiments were done in triplicate and statistical analysis were done with T-student test. Results: Inhibitory effect was observed just at the concentrations of 0.5 and 0.7 mg/ml in both drugs. At 0.7 mg/ml, Ranibizumab demonstrated a more potent proliferative inhibitory effect than Bevacizumab. At the same concentration, Ranibizumab was three times more potent than Ranibizumab. Inhibitory effect was observed just in the first 24 hours for both drugs. Conclusion: Ranibizumab demonstrates an increased effect when compared to Bevacizumab and this is related more to the different molar rate of each drug than related to a real better proliferative inhibitory effect.

Objetivo: Comparar o efeito anti-angiogênico in vitro do Bevacizumab e do Rani bizumab. Métodos: Células endotelias venosas de cordão umbilical (ECV304), cultivadas em meio F12 com adição de 10% de soro fetal bovino, foram plaqueadas e tratadas com concentrações clinicamente relevantes de Bevacizumab e Ranibizumab. As drogas foram administradas logo após risco realizado no meio da cultura (metodologia de scratch). Medidas lineares do espaço livre de proliferação celular foram realizadas 24, 48 e 72 horas após o momento da realização do risco. Todos os experimentos foram realizados em triplicata e a análise estatística foi feita pelo teste T-student. Resultados: O efeito inibitório foi observado em ambas as drogas, apenas nas concentrações 0,5 e 0,7 mg/ml. Na concentração 0,7 mg/ml, o Ranibizumab demonstrou efeito inibitório maior do que o Bevacizumab. Na mesma concentração, o Ranibizumab foi três vezes mais potente que o Bevacizumab. O efeito inibitório foi observado apenas nas primeiras 24 horas para ambas as drogas. Conclusão: O Ranibizumab demonstrou efeito maior quando comparado com o Bevacizumab, porém tal efeito está mais relacionado à diferença na razão molar das drogas do que relacionada com uma diferença real no efeito anti-proliferativo.
Palavra-chave Choroidal neovascularization
Macular degeneration
Angiogenesis inhibitors
Antibodies, monoclonal
Tomography, optical coherence
Fluorescein angiography
Intravitreal injections
Vitreous body
Neovascularização de coróide
Degeneração macular
Inibidores da angiogênese
Anticorpos monoclonais
Tomografia de coerência óptica
Angiofluoresceinografia
Injeções intravítreas
Corpo vítreo
Idioma Português
Data de publicação 2011-10-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 74, n. 5, p. 338-342, 2011.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 338-342
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492011000500006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000298348100007
SciELO S0004-27492011000500006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6668

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492011000500006.pdf
Tamanho: 505.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta