Low educational level effects on the performance of healthy adults on a Neuropsychological Protocol suggested by the Commission on Neuropsychology of the Liga Brasileira de Epilepsia

Low educational level effects on the performance of healthy adults on a Neuropsychological Protocol suggested by the Commission on Neuropsychology of the Liga Brasileira de Epilepsia

Título alternativo Efeitos de baixo nível de escolaridade no desempenho de adultos saudáveis em um protocolo neuropsicológico sugerido pela Comissão de Neuropsicologia da Liga Brasileira de Epilepsia
Autor Santos, Erich Belzunces dos Autor UNIFESP Google Scholar
Tudesco, Ivanda de Souza Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Caboclo, Luís Otávio Sales Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Yacubian, Elza Márcia Targas Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To assess cognitive measures and impact of education on cognitive performance (CP) of low educational levels healthy adults (LELHA) on a Neuropsychological Protocol (NP) suggested by the Liga Brasileira de Epilepsia. METHOD: 138 subjects from an Education Program for Adults divided into two, age and gender matched groups of 69 subjects, answered the NP: Group 1 (mean of 6.9±2.95 months of formal education) and Group 2, 47.8±10 months. Data were compared as z-scores. RESULTS: The mean IQ was 77.1±5.50 and 79.4±3.30 in Groups 1 and 2, respectively (p=0.001). Both performed below the normal curve and Group 1 worse than 2. CP correlated with schooling, especially executive functions (54.1% vs 36.2%) and language (52.9% vs 25.7%). CONCLUSION: LELHA showed significant cognitive impairment in verbal and visuospatial areas. If these results had been obtained in epilepsy patients they would be interpreted as global cognitive impairment.

OBJETIVO: Avaliar o desempenho cognitivo e o impacto do nível de educação formal em indivíduos adultos saudáveis com baixa escolaridade (IASBE) em um protocolo neuropsicológico (PN) sugerido pela Liga Brasileira de Epilepsia. MÉTODO: 138 indivíduos do programa EJA - Educação para Jovens e Adultos, divididos em 2 grupos de 69 sujeitos pareados por idade e sexo (6,9±2,95 vs 47,8±10 meses de escolaridade) responderam ao PN. Dados foram convertidos em z-scores. RESULTADOS: O QI médio foi 77,1±5,50 e 79,4±3,30 nos Grupos 1 e 2, respectivamente (p=0,001). Ambos tiveram resultados abaixo da curva normal e o Grupo 1 mostrou pior desempenho do que o 2, especialmente nas funções executivas (54,1% vs 36,2%) e linguagem (52,9% vs 25,7%). CONCLUSÃO: IASBE apresentaram comprometimento cognitivo tanto em tarefas verbais como visuoespaciais. Se estes resultados tivessem sido obtidos em pacientes com epilepsia seriam interpretados como indicativos de disfunção cognitiva global.
Palavra-chave neuropsychological evaluation
neuropsychological protocol
low educational levels
Liga Brasileira de Epilepsia
avaliação neuropsicológica
protocolo neuropsicológico
baixo nível de escolaridade
Liga Brasileira de Epilepsia
Idioma Inglês
Data de publicação 2011-10-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 69, n. 5, p. 778-784, 2011.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 778-784
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2011000600011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000296347200011
SciELO S0004-282X2011000600011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6663

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2011000600011.pdf
Tamanho: 1.375MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta