Análise discriminante dos pacientes portadores de glaucoma primário de ângulo aberto através do exame de Doppler colorido e do campo visual

Análise discriminante dos pacientes portadores de glaucoma primário de ângulo aberto através do exame de Doppler colorido e do campo visual

Título alternativo Discriminant analysis of patients with primary open-angle glaucoma by color Doppler exam and visual field
Autor Ramos, Maria Helena Mandello Carvalhães Autor UNIFESP Google Scholar
Bergés, Olivier Google Scholar
Prata Junior, João Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Allemann, Norma Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Fondation Ophtalmologique Adolphe Rothschild Le Service d'Imagerie
Universidade Federal do Triângulo Mineiro Faculdade de Medicina Departamento de Oftalmologia
Resumo PURPOSE: To determine if variables from color Doppler and visual field exam could discriminate normal from glaucomatous eyes. METHODS: Prospectively, 36 patients with primary open-angle glaucoma (glaucoma group) and 20 normal volunteers (control group) were studied. Gender, age, central corneal thickness, intraocular pressure, Octopus automated perimetry global indices (mean defect and loss variance) and several parameters of the color Doppler (peak systolic velocity and resistivity index) were compared between groups. RESULTS: There was no statistically significant difference in age, central corneal thickness and intraocular pressure. Discriminant analysis showed that the variables: resistivity index (RI) in the short posterior ciliary artery (SPCA), mean defect (MD) and loss variance (LV) had presented significant influence for the positive diagnosis of glaucoma. The gotten discriminant function was: -3.637 + 0.109 x MD + 0.028 x LV + 4.325 x RI SPCA. Considering score -1.61, the probability of positive diagnosis of glaucoma was 90%. CONCLUSION: Through discriminant analysis it was possible to identify which of the color Doppler variables that associated to the visual field variables allowed differentiate normal from glaucomatous patients. These variables were: resistivity index in the short posterior ciliary artery, and the visual field variables, mean defect and loss variance.

OBJETIVO: Determinar se as variáveis obtidas com exame Doppler colorido associadas às de campo visual são capazes de discriminar olhos normais de olhos glaucomatosos. MÉTODOS: Foram avaliados prospectivamente 36 pacientes portadores de glaucoma primário de ângulo aberto em uso de medicação antiglaucomatosa (grupo glaucoma) e 20 voluntários normais (grupo controle). Analisou-se a distribuição dos grupos quanto ao sexo, idade, espessura corneana central, pressão intraocular, índices globais da perimetria computadorizada Octopus (mean defect e loss variance) e os parâmetros do Doppler colorido (velocidade sistólica máxima e índice de resistência). RESULTADOS: Não houve diferença estatística significativa entre os grupos em relação à idade, espessura corneana e pressão intraocular. A análise discriminante mostrou que as variáveis: índice de resistência (IR) da artéria ciliar curta posterior (ACCP), mean defect (MD) e loss variance (LV) apresentaram influência estatisticamente significativa para o diagnóstico positivo de glaucoma. A função discriminante obtida foi: -3,637 + 0,109 MD + 0,028 LV + 4,325 IR ACCP. A probabilidade do diagnóstico positivo do glaucoma a partir do score -1,61 foi de 90%. CONCLUSÃO: Foi possível identificar através da análise discriminante, quais das variáveis do Doppler colorido que, associados às do campo visual, permitiram diferenciar pacientes glaucomatosos de normais. Essas variáveis foram: índice de resistência da artéria ciliar curta posterior e índices da perimetria computadorizada mean defect e loss variance.
Palavra-chave Glaucoma, open-angle
Ultrasonography, doppler, color
Intraocular pressure
Blood flow velocity
Glaucoma de ângulo aberto
Ultrassonografia doppler em cores
Pressão intraocular
Velocidade do fluxo sanguíneo
Idioma Português
Data de publicação 2011-10-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 74, n. 5, p. 361-364, 2011.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 361-364
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492011000500011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000298348100012
SciELO S0004-27492011000500011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6656

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492011000500011.pdf
Tamanho: 1.285MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta