Eletromiografia de superfície para avaliação dos músculos do assoalho pélvico feminino: revisão de literatura

Eletromiografia de superfície para avaliação dos músculos do assoalho pélvico feminino: revisão de literatura

Título alternativo Evaluation of female pelvic floor muscles using surface electromyography: literature review
Autor Resende, Ana Paula Magalhães Google Scholar
Nakamura, Mary Uchiyama Autor UNIFESP Google Scholar
Ferreira, Elizabeth Alves Gonçalves Autor UNIFESP Google Scholar
Petricelli, Carla Dellabarba Autor UNIFESP Google Scholar
Alexandre, Sandra Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Zanetti, Míriam Raquel Diniz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Uni Anchieta
Universitário FIEO
Resumo Surface electromyography has clinical and research importance for the physiotherapist. Although capturing electrical activity promoted by recruitment of motor units, there is a good correlation between the number of activated units and muscle strength. This is one of the methods of higher specificity in pelvic floor evaluation, although the lack of consensus regarding its application. The aim of this literature review was to cluster information regarding to the use of surface electromyography in the evaluation of pelvic floor. Papers were searched in Medline, Pubmed Lilacs, SciELO and Cochrane Library. Were selected papers which methods used surface electromyography to evaluate the pelvic floor. Although its methodology still lacks standardization, is an instrument that should be considered in scientific research in our country because it seems to have good reproducibility and reliability. Women with pelvic floor disorders have changes in the activation time of the pelvic floor muscles (PFM) and abdominal muscles. With respect to pregnancy and postpartum, there is a lack of evidence on possible changes in electrical activation of PFM in these periods.

A eletromiografia de superfície tem grande importância clínica e de pesquisa para o fisioterapeuta. Apesar de captar a atividade elétrica promovida pelo recrutamento das unidades motoras, há boa correlação entre o número de unidades ativadas e a força muscular. É um dos métodos de maior especificidade na avaliação do assoalho pélvico, embora não haja consenso em relação à sua aplicação. Essa revisão de literatura foi desenvolvida com o objetivo de agrupar as informações sobre o uso da eletromiografia de superfície na avaliação do assoalho pélvico. Foram pesquisados artigos nas bases de dados Medline, PubMed, Lilacs, SciELO e Biblioteca Cochrane, e selecionados os que avaliassem o assoalho pélvico feminino por meio de eletromiografia de superfície. Apesar de sua metodologia ainda carecer de padronização, é um instrumento que deve ser considerado nas pesquisas científicas em nosso meio, pois parece apresentar boa reprodutibilidade e confiabilidade. Pacientes com disfunções do assoalho pélvico possuem alterações no tempo de ativação dos músculos do assoalho pélvico (MAP) e músculos abdominais. Quanto à gestação e puerpério, ainda faltam evidências sobre possíveis alterações da ativação elétrica dos MAP nesses períodos.
Palavra-chave pelvic floor
electromyography
pregnancy
urinary incontinence
soalho pélvico
eletromiografia
gravidez
incontinência urinária
Idioma Português
Data de publicação 2011-09-01
Publicado em Fisioterapia e Pesquisa. Universidade de São Paulo, v. 18, n. 3, p. 292-297, 2011.
ISSN 1809-2950 (Sherpa/Romeo)
Publicador Universidade de São Paulo
Extensão 292-297
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1809-29502011000300016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1809-29502011000300016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6607

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1809-29502011000300016.pdf
Tamanho: 125.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta