Respostas cardiopulmonares durante o esforço em crianças e adolescentes nascidas prematuras

Respostas cardiopulmonares durante o esforço em crianças e adolescentes nascidas prematuras

Título alternativo Cardiopulmonary outcomes during stress in children and adolescents born prematurely
Autor Davidson, Josy Google Scholar
João, Priscila Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Rodrigues, Regiane de Oliveira Google Scholar
Scavacini, Ana Sílvia Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Hospital de Carapicuiba
Resumo OBJECTIVE: To describe cardiopulmonary outcomes during physical stress in prematurely born children and adolescents. DATA SOURCES: Studies were obtained from PubMed, SciELO and Lilacs in Portuguese and in English from the last 20 years. The following key-words were searched: arterial pressure, physical capacity, cardiovascular, premature, children, adolescent and pulmonary function. DATA SYNTHESIS: Prematurely born children and adolescents have airway obstruction, worse lung function and exercise capacity, more frequency of hypertension and/or higher systolic arterial pressure than those born at term. Furthermore, studies suggest that these infants have cardiovascular resistance alterations since their first days of life that could endanger the development of this system until adulthood, increasing cardiovascular risks. CONCLUSIONS: Physical stress in prematurely born individuals may lead to different cardiopulmonary outcomes compared to those born full-term. These alterations could be attributed to peculiarities of the cardiopulmonary system development.

OBJETIVO: Descrever as respostas cardiopulmonares durante o esforço em crianças e adolescentes nascidos prematuros. FONTES DE DADOS: Busca nas bases científicas em saúde SciELO, Lilacs e PubMed, utilizando-se os descritores: pressão arterial, capacidade física, cardiovascular, prematuro, criança, adolescente, função pulmonar, nos idiomas inglês e português. Foram selecionados artigos publicados nos últimos 20 anos. SÍNTESE DOS DADOS: Crianças e adolescentes com histórico de prematuridade apresentam sinais de obstrução das vias aéreas, menores valores de função pulmonar e de capacidade ao exercício, maior incidência de hipertensão arterial e/ou valores mais elevados da pressão arterial sistólica do que os nascidos a termo. Além disso, há indícios de que as alterações na resistência vascular sistêmica desde os primeiros dias de vida comprometam o desenvolvimento cardiovascular até a idade adulta, predispondo a maiores riscos cardiovasculares. CONCLUSÕES: O esforço físico nos indivíduos nascidos prematuros acarreta respostas cardiopulmonares diferentes dos nascidos a termo, atribuídas a particularidades no desenvolvimento desses sistemas inerentes ao prematuro.
Palavra-chave infant
premature
cardiovascular system
diagnostic techniques, respiratory system
prematuro
sistema cardiovascular
técnicas de diagnóstico do sistema respiratório
Idioma Português
Data de publicação 2011-09-01
Publicado em Revista Paulista de Pediatria. Sociedade de Pediatria de São Paulo, v. 29, n. 3, p. 443-448, 2011.
ISSN 0103-0582 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade de Pediatria de São Paulo
Extensão 443-448
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822011000300021
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-05822011000300021 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6586

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-05822011000300021.pdf
Tamanho: 294.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta