Habilidades ortográficas e de narrativa escrita no ensino fundamental: características e correlações

Habilidades ortográficas e de narrativa escrita no ensino fundamental: características e correlações

Título alternativo Narrative and orthographic writing abilities in Elementary School students: characteristics and correlations
Autor Bigarelli, Juliana Faleiros Paolucci Autor UNIFESP Google Scholar
Ávila, Clara Regina Brandão de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To characterize, according to the school grade and the type of school (private or public), the performance on orthographic and narrative text production in the writing of Elementary School students with good academic performance, and to investigate the relationships between these variables. METHODS: Participants were 160 children with ages between 8 and 12 years, enrolled in 4th to 7th grades Elementary School. Their written production was assessed using words and pseudowords dictation, and autonomous writing of a narrative text. RESULTS: Public school students had a higher number of errors in the words and pseudowords dictation, improving with education level. The occurrence of complete and incomplete utterances was similar in both public and private schools. However, 4th graders presented more incomplete statements than the other students. A higher number of overall microstructure and macrostructure productions occurred among private school students. The essential macrostructures were most frequently found in the later school grades. The higher the total number of words in the autonomous written production, the higher the occurrence of linguistic variables and the better the narrative competence. There was a weak negative correlation between the number of wrong words and the total of events in text production. Positive and negative correlations (from weak to good) were observed between different orthographic, linguistic and narrative production variables in both private and public schools. CONCLUSION: Private school students present better orthographic and narrative performance than public school students. Schooling progression influences the performance in tasks of words' writing and text production, and the orthographic abilities influence the quality of textual production. Different writing abilities, such as orthographic performance and use of linguistic elements and narrative structures, are mutually influenced in writing production.

OBJETIVO: Caracterizar, de acordo com o ano escolar e a rede de ensino, o desempenho ortográfico e de produção textual da escrita de escolares do Ensino Fundamental, com bom aproveitamento acadêmico, e investigar as relações entre essas variáveis. MÉTODOS: Participaram 160 crianças, entre 8 e 12 anos de idade, alunos do 4º ao 7º anos do Ensino Fundamental. Todos foram avaliados quanto à produção escrita, por meio de ditado de palavras e pseudopalavras e da escrita autônoma de texto narrativo. Computaram-se os erros ortográficos, os números de palavras, por classe gramatical, e os elementos de narrativa textual utilizados nas produções. RESULTADOS: Escolares da rede pública apresentaram mais erros no ditado de palavras e pseudopalavras, com melhora de desempenho com o avanço da escolaridade. No entanto, a ocorrência de enunciados completos e incompletos mostrou-se semelhante quando comparadas as redes de ensino. Escolares do 4º ano apresentaram mais enunciados incompletos que os demais. Quanto às produções de microestruturas e macroestruturas gerais, maior número destas foi apresentado pelos escolares da rede particular. As macroestruturas essenciais foram mais frequentes nos anos mais avançados. Quanto maior o número de palavras escritas na produção autônoma, maior a ocorrência das variáveis linguísticas e melhor a competência narrativa. Houve correlação negativa e fraca entre o número de palavras erradas e o total de eventos na produção textual. Foram observadas correlações positivas e negativas (de fracas a boas) entre diferentes variáveis ortográficas, linguísticas e de produção narrativa em ambas as redes. CONCLUSÃO: Os escolares da rede particular apresentam melhor desempenho ortográfico e narrativo que os da rede pública. A progressão da escolaridade influencia o desempenho nas tarefas de escrita de palavras e produção textual e as capacidades ortográficas influenciam a qualidade da produção textual. Diferentes habilidades de escrita como desempenho ortográfico e uso de elementos linguísticos e de estruturas narrativas influenciam-se mutuamente na produção escrita.
Palavra-chave Handwriting
Child
Language tests
Writing
Educational status
Escrita manual
Criança
Testes de linguagem
Redação
Escolaridade
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2011-09-01
Publicado em Jornal da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v. 23, n. 3, p. 237-247, 2011.
ISSN 2179-6491 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Extensão 237-247
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S2179-64912011000300009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S2179-64912011000300009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6579

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S2179-64912011000300009.pdf
Tamanho: 250.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta