Tratamento cirúrgico do adenocarcinoma de reto por laparoscopia e por acesso convencional: estudo comparativo de tempo cirúrgico, complicações pós-operatórias, radicalidade oncológica e sobrevida

Tratamento cirúrgico do adenocarcinoma de reto por laparoscopia e por acesso convencional: estudo comparativo de tempo cirúrgico, complicações pós-operatórias, radicalidade oncológica e sobrevida

Título alternativo Treatment of rectal adenocarcinoma by laparoscopy and conventional route: a brazilian comparative study on operative time, postoperative complications, oncological radicality and survival
Autor Melani, Armando Geraldo Franchini Google Scholar
Fregnani, José Humberto Tavares Guerreiro Google Scholar
Matos, Delcio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Hospital de Câncer de Barretos
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To compare two surgical routes (laparoscopic and conventional) for the treatment of rectal cancer with regard to postoperative complications, oncological radicality and survival. METHODS: This is a retrospective study of 84 patients with rectal cancer who were admitted to the Barretos Cancer Hospital between 2000 and 2003. Only individuals who underwent elective operations with curative intent were included. The surgical approach was subjectively chosen rather than by location of the tumor. RESULTS: The laparoscopic access was used by 50% of patients. There was no difference (P> 0.05) between the two groups regarding age, sex, topography, staging, neoadjuvant and adjuvant treatment, number of dissected lymph nodes, size of surgical specimen, surgical margins, blood transfusions, postoperative complication rates, hospital stay and overall survival. Surgical time was longer in the laparoscopic group (median: 210x127, 5 min, P <0.001). A reduction in surgical time was noted with the increasing number of laparoscopies performed by the team (rho: -0.387, P = 0.020). CONCLUSION: The laparoscopic and conventional routes, for the treatment of rectal cancer, were equivalent with respect to postoperative complications, oncological radicality and survival. However, the operative time was longer in the laparoscopic group.

OBJETIVO: Comparar duas vias cirúrgicas (laparoscópica e convencional) para o tratamento de câncer de reto no que se refere às complicações pós-operatórias, radicalidade oncológica e sobrevida. MÉTODOS: Trata-se de estudo retrospectivo com 84 pacientes com câncer retal que foram admitidos no Hospital do Câncer de Barretos entre 2000 e 2003. Somente os indivíduos que se submeteram à operações eletivas (intenção curativa) foram incluídos. A via cirúrgica foi escolhida subjetivamente e não com base na localização do tumor. RESULTADOS: O acesso laparoscópico foi utilizado por 50% dos pacientes. Não houve diferença (P> 0,05) entre os dois grupos em relação à: idade, sexo, topografia, estádio, tratamento neoadjuvante e adjuvante, número de linfonodos regionais dissecados, tamanho da peça cirúrgica, margens cirúrgicas, transfusões de sangue, taxas de complicações pós-operatórias, dias de hospitalização e a taxa de sobrevida global. O tempo cirúrgico foi maior no grupo laparoscópico (mediana: 210x127,5min, P<0,001). Houve diminuição do tempo cirúrgico com o aumento do número de laparoscopias realizadas pela equipe (rho: -0,387, P=0,020). CONCLUSÃO: As vias laparoscópica e convencional, para o tratamento de câncer de reto, foram equivalentes em relação às complicações pós-operatórias, radicalidade oncológica e sobrevida. Contudo, o tempo cirúrgico foi maior no grupo da laparoscopia.
Assunto Colorectal surgery
Laparoscopy
Postoperative complications
Survival analysis
Colorectal neoplasms
Cirurgia colorretal
Laparoscopia
Complicações pós-operatórias
Análise de sobrevivência
Neoplasias colorretais
Idioma Português
Data 2011-08-01
Publicado em Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Colégio Brasileiro de Cirurgiões, v. 38, n. 4, p. 245-252, 2011.
ISSN 0100-6991 (Sherpa/Romeo)
Editor Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Extensão 245-252
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69912011000400008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-69912011000400008 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6562

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0100-69912011000400008.pdf
Tamanho: 90.93Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)