Trabalho noturno e a repercussão na saúde dos enfermeiros

Trabalho noturno e a repercussão na saúde dos enfermeiros

Título alternativo Night shift and the repercussion in nurses' health
El trabajo nocturno y su repercusión en la salud de los enfermeros
Autor Silva, Rosângela Marion Da Google Scholar
Beck, Carmem Lúcia Colomé Google Scholar
Magnago, Tânia Solange Bosi De Souza Google Scholar
Carmagnani, Maria Isabel Sampaio Autor UNIFESP Google Scholar
Tavares, Juliana Petri Google Scholar
Prestes, Francine Cassol Google Scholar
Instituição Universitário de Santa Maria
Universitário de Santa Maria Grupo de Estudos e Pesquisa Trabalho, Saúde, Educação e Enfermagem
UFSM Departamento de Enfermagem
UFSM Grupo de Estudos e Pesquisa Trabalho, Saúde, Educação e Enfermagem
Universidade Federal de Santa Maria Grupo de Estudos e Pesquisa Trabalho, Saúde, Educação e Enfermagem
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
UFSM PPGEnf
UFS Grupo de Estudos e Pesquisa Trabalho, Saúde, Educação e Enfermagem
Resumo Nursing work is organized into shifts to provide uninterrupted care and fulfill the demand of the population for health services. It is a descriptive and exploratory research, conducted in the period of March 2008 in the University Hospital of Santa Maria/RS, Brazil. The objective is to present and discuss the changes in health perceived by nurses in the night shift. The participants were 42 nurses submitted to interviews, whose data were analyzed according to the theme analysis. The results confirmed that 27 nurses perceive changes in health: sleepiness/rest, tiredness/burnout among others. On the other hand, there is the convenience of working in the night shift in order to continue with studies and the possibility of conciliating a second job. In conclusion is necessary a comprehension of the workers on their bodies limits to perform an activity which does not interfere with the process health-sickness and does not compromise the service provided.

El trabajo de enfermería está organizado en turnos para prestar cuidado ininterrumpido y atender a la demanda de la población por servicios de salud. Se trata de una investigación descriptiva y exploratoria, realizada en marzo de 2008 en el Hospital Universitário de Santa Maria/RS, Brasil. El objetivo es presentar y discutir las alteraciones en la salud percibidas por enfermeros del periodo nocturno. Los participantes fueron 42 enfermeros sometidos a una entrevista cuyos datos fueron analizados según el análisis temático. Los resultados evidenciaron que 27 enfermeros perciben alteraciones en la salud como la mala calidad en el sueño/ reposo o el cansancio/desgaste, entre otras. Por otra parte, existe la conveniencia de trabajar en el periodo nocturno para continuar los estudios o la posibilidad de conciliar un segundo empleo. En conclusión, se necesita que el trabajador alcance una comprensión de los límites de su cuerpo, para que la realización de la actividad no interfiera en el proceso salud-enfermedad y no perjudique la asistencia prestada.

O trabalho de enfermagem é organizado em turnos para prestar cuidado ininterrupto e atender a demanda da população por serviços de saúde. Trata-se de uma pesquisa descritiva e exploratória, realizada no período de março de 2008 no Hospital Universitário de Santa Maria/RS, Brasil. O objetivo é apresentar e discutir as alterações na saúde percebidas por enfermeiros do período noturno. Os participantes foram 42 enfermeiros submetidos a entrevista cujos dados foram analisados segundo a análise temática. Os resultados evidenciaram que 27 enfermeiros percebem alterações na saúde como a má qualidade no sono/repouso, o cansaço/desgaste, entre outras. Por outro lado, há a conveniência de trabalhar no período noturno para continuar os estudos ou a possibilidade de conciliar o segundo emprego. Pôde-se concluir que é necessário uma compreensão do trabalhador sobre os limites do seu corpo para que a realização da atividade não interfira no processo saúde-doença e não comprometa a assistência prestada.
Palavra-chave Night work
Occupational health
Work schedule tolerante
Nursing
Trabalho Noturno
Saúde do Trabalhador
Tolerância ao Trabalho Programado
Enfermagem
Idioma Português
Data de publicação 2011-06-01
Publicado em Escola Anna Nery. Universidade Federal do Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 270-276, 2011.
ISSN 1414-8145 (Sherpa/Romeo)
Publicador Universidade Federal do Rio de Janeiro
Extensão 270-276
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452011000200008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1414-81452011000200008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6523

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1414-81452011000200008.pdf
Tamanho: 53.20KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta