Utilização e acesso de idosos a serviços de atenção básica em Porto Alegre (RS, Brasil)

Utilização e acesso de idosos a serviços de atenção básica em Porto Alegre (RS, Brasil)

Título alternativo Use and access of the elderly to primary health care services in Porto Alegre (RS, Brasil)
Autor Paskulin, Lisiane Manganelli Girardi Google Scholar
Valer, Daiany Borghetti Google Scholar
Vianna, Lucila Amaral Carneiro Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Enfermagem Departamento de Assistência e Orientação Profissional
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo A cross-sectional study was carried out in the second semester of 2004 by means of a household survey with 292 elderly people in a Southern Brazilian city, selected by probabilistic sampling. The objectives were: to describe the use and geographic access of the elderly to primary healthcare (PHC) in Porto Alegre (RS), and to analyze the association between variables of interest to the study and access to PHC. Descriptive and bivariate analysis was used. The primary health care services were used by 49.7% of the respondents, motivated by their location, quality and free service. The factors negatively associated with the use of PHC services were level of education and perception of good health and the variable related positively was self-diagnosed chronic condition. The elderly exposed to frailty related with economic and health conditions were more likely to use PHC, showing signs of equity in the health system. On the other hand, it is necessary to broaden the coverage to the elderly that do not have access, as well as implement healthcare strategies to meet the heterogenous demands of this age group.

Trata-se de um estudo transversal realizado no segundo semestre de 2004 por meio de inquérito domiciliar com 292 idosos do distrito Noroeste de Porto Alegre (RS), selecionados por amostra probabilística. Teve por objetivos: descrever a utilização e acesso geográfico de idosos a serviços de atenção básica (SAB) e analisar a associação entre variáveis de interesse do estudo e a utilização dos SAB. Realizou-se análise descritiva e bivariável. Os resultados mostraram que os SAB foram utilizados por 49,7% dos idosos, motivados por sua localização, qualidade e gratuidade. Os fatores associados negativamente à utilização do SAB foram escolaridade e o fato de perceber-se saudável, e a variável associada positivamente foi autorrelato de dano crônico. Idosos expostos a situações de fragilidade relacionadas às condições econômicas e de saúde foram os que mais utilizaram um SAB, demonstrando sinais de equidade do sistema. No entanto, é necessário ampliar a cobertura àqueles que não conseguem acesso, bem como as estratégias de atenção para dar conta da heterogeneidade de demandas desse grupo etário.
Palavra-chave Access to Healthcare
Elderly
Health of the elderly
Health services
Primary Health Care
Population ageing
Acesso aos serviços de saúde
Idoso
Saúde do idoso
Serviços de saúde
Atenção Primária (Básica) à Saúde
Envelhecimento populacional
Idioma Português
Data de publicação 2011-06-01
Publicado em Ciência & Saúde Coletiva. ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva, v. 16, n. 6, p. 2935-2944, 2011.
ISSN 1413-8123 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Extensão 2935-2944
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011000600031
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000291952200031
SciELO S1413-81232011000600031 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6508

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-81232011000600031.pdf
Tamanho: 203.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta