Prevalência de dermatoses em escolares na região do ABC paulista

Prevalência de dermatoses em escolares na região do ABC paulista

Título alternativo Prevalence of dermatosis in scholars in the region of ABC paulista
Autor Laczynski, Cristina Marta Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Cestari, Silmara da Costa Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Faculdade de Medicina do ABC
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: Literature shows that prevalence of skin diseases in children and adolescents aged 7-14 years is very significant, as well as lack of treatment worsening the situation. OBJECTIVES: An investigative analysis was conducted to determine the prevalence of skin diseases in individuals 714 years and focus on whether or not they are related directly to their respective socio-economic status. METHODS: 200 children and adolescents were examined aged 7-14 years,between August and November 2006,100 children in two public schools located in the periphery and 100 in two private schools located in upper middleclass neighborhood in Santo André,located in São Paulo.Investigative method used was the clinical examination of the whole skin, mucous areas and palpable ganglia,and the population sample analyzed according to the chi-square. RESULTS: 87.5% of children had some skin disease.46 dermatoses were found,the most important:a)melanocytic nevi (p <0.001);b)acne grade II (p = 0.004);c)pityriasis alba (p <0.001);d)livedo reticularis (p = 0.025); e)pediculosis (p <0.001);f)asteatosis (p <0.001);g) frictional dermatitis (p = 0.007).Small prevalence of skin diseases was observed in children in public schools (53.14%). CONCLUSIONS: This population sample indicated that 87.5% of children had skin diseases,which prevalence was much higher than those found in the literature(30-50%),showing a lightly enhanced prevalence in public schools.The study showed the neglect of parents and caregivers,indicating the need for interference from public policy,which lack certainly is responsible for high rate and can increase it

FUNDAMENTOS: A literatura mostra que a prevalência de doenças dermatológicas em crianças e adolescentes com idades de 7-14 anos é consideravelmente significante, bem como a falta de tratamento e possível agravamento da situação. OBJETIVOS: Realização de uma análise investigativa para apontar a prevalência de dermatoses em indivíduos de 714 anos, assim como para verificar se estas estão diretamente ligadas ou não a suas respectivas situações socioeconômicas. MÉTODOS: Analisaram-se 200 crianças e adolescentes com idades de 7-14 anos, entre os meses de agosto e novembro de 2006, sendo 100 crianças em duas escolas públicas localizadas na periferia e 100 em duas escolas particulares localizadas em bairro de classe média alta na cidade de Santo André, Grande São Paulo. Para tanto, utilizou-se o método investigativo, com exame clínico de toda a superfície corpórea, de mucosas e de gânglios palpáveis, sendo a amostra populacional analisada de acordo com o teste qui-quadrado. RESULTADOS: 87,5% das crianças apresentaram algum tipo de dermatose; encontraram-se 46 dermatoses, destacando-se: a) nevos melânicos (p<0,001); b) acne grau II (p=0,004); c) pitiríase alba (p<0,001); d) livedo reticular (p=0,025); e) pediculose (p<0,001); f) asteatose (p<0,001); g) dermatite friccional (p=0,007). Constatou-se uma pequena predominância das dermatoses nas crianças das escolas públicas (53,14%). CONCLUSÕES: A amostra dessa população indicou que 87,5% das crianças apresentaram dermatoses, uma prevalência muito maior do que a encontrada na literatura (30% a 50%) e uma prevalência discretamente mais elevada nas escolas públicas. O estudo mostrou a indiferença dos pais e responsáveis, o que aponta para a necessidade de interferência de políticas públicas, cuja falta, certamente, é responsável por esse índice elevado e possível agravamento da prevalência
Palavra-chave Child
Livedo reticularis
Skin diseases
Students
Criança
Dermatopatias
Estudantes
Livedo reticular
Idioma Português
Data de publicação 2011-06-01
Publicado em Anais Brasileiros de Dermatologia. Sociedade Brasileira de Dermatologia, v. 86, n. 3, p. 469-476, 2011.
ISSN 0365-0596 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Dermatologia
Extensão 469-476
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962011000300008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0365-05962011000300008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6494

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0365-05962011000300008.pdf
Tamanho: 138.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta