Cistatina C sérica: uma alternativa prática para avaliação de função renal?

Cistatina C sérica: uma alternativa prática para avaliação de função renal?

Título alternativo Serum cystatin C: a practical alternative for renal function evaluation?
Autor Gabriel, Ivana Cláudia Google Scholar
Nishida, Sonia Kiyomi Autor UNIFESP Google Scholar
Mastroianni Kirsztajn, Gianna Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Hospital do Servidor Público Estadual
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Glomerular filtration rate is the main marker of renal function in healthy in>dividuals and patients. Despite incontestable advances in medicine, it is still difficult to define precisely this test in clinical practice. Early markers of renal lesion are important, because glomerular filtration rate usually decreases before the first chronic renal failure symptoms or signs appear. Cystatin C has been pointed as an alternative, but it was not tested in many diseases. Advantages and disadvantages of this marker are discussed. Although serum cystatin C determination is increasingly being used in clinical practice worldwide, its limitations as well as the conditions its use is in fact indicated are not adequately established; on the other hand serum creatinine (and creatinine clearance) is an easily available and low cost laboratory marker with well-known limitations that can be used routinely in the assessment of renal function.

A taxa de filtração glomerular é o principal indicador de função renal em indivíduos saudáveis e doentes. Apesar de todo o desenvolvimento da medicina em nossos dias, ainda há dificuldade para definir-se essa taxa com precisão na prática diária. Marcadores precoces de lesão renal são importantes, porque a taxa de filtração glomerular se reduz antes do aparecimento dos sintomas ou sinais de insuficiência renal. A cistatina C tem sido apontada como uma alternativa, mas ainda não foi testada em muitas condições. Vantagens e desvantagens desse marcador foram aqui discutidas. Embora a determinação sérica da cistatina C comece a ser usada na prática clínica em todo o mundo, ainda não foram completamente esclarecidas suas limitações ou as situações em que está de fato indicada sua aplicação; por outro lado, a creatinina sérica (e sua depuração) é um marcador laboratorial facilmente acessível, de baixo custo, cujas limitações são bem conhecidas, que pode ser usado de forma rotineira para avaliação de função renal.
Palavra-chave cystatin c
creatinine
glomerular filtration rate
Chronic renal failure
cistatina c
creatinina
taxa de filtração glomerular
insuficiência renal crônica
Idioma Português
Data de publicação 2011-06-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Nefrologia. Sociedade Brasileira de Nefrologia, v. 33, n. 2, p. 261-267, 2011.
ISSN 0101-2800 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Nefrologia
Extensão 261-267
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-28002011000200023
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-28002011000200023 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6485

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-28002011000200023.pdf
Tamanho: 158.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta