Oral propranolol as a new treatment for facial infantile hemangioma: case report

Oral propranolol as a new treatment for facial infantile hemangioma: case report

Título alternativo Propranolol oral: novo tratamento para hemangioma facial em bebês: relato de caso
Autor Ferreira, Rosane da Cruz Autor UNIFESP Google Scholar
Wolff, Francisco Romeu Locatelli Google Scholar
Morschbacher, Ricardo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Passo Fundo Hospital and Pronto Clínica Hospital
Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre
Resumo Hemangiomas are the most common benign tumors of infancy. Despite their self-limited course, infantile capillary hemangiomas can impair vital or sensory functions as vision and cause cosmetic deformity. The usual treatments include oral/intralesional steroids, alpha interferon, cytotoxins, pulsed dye laser and cosmetic surgery resection. These treatments are not free of multiple complications and toxic side effects. This report describes the case of a 3-month-old female baby with progressively increasing hemangioma of the left upper eyelid impinging over the visual field. The hemangioma promptly responded to low-dose oral propranolol. A clinical response was noticed few days after the beginning of the treatment, with regression to 1/4 of its original size in 45 days of treatment, and to less than 1/10 after 8 months, free of any major side effects.

Hemangiomas são os tumores benignos mais comuns durante o primeiro ano de vida. Apesar do seu curso autolimitado, os hemangiomas capilares podem prejudicar funções vitais ou sensoriais como a visão e causar alteração estética. O tratamento usual inclui esteróides orais ou intralesionais, interferon alfa, citotoxinas, laser e ressecção cirúrgica. Entretanto estes tratamentos não estão livres de complicações e efeitos adversos. Este relato descreve o caso de um bebê feminino de 3 meses com um hemangioma rapidamente progressivo na pálpebra superior esquerda, causando obstrução no eixo visual. O hemangioma respondeu rapidamente a uma baixa dose oral de propranolol. A resposta clínica foi notada poucos dias após o início do tratamento, com regressão a 1/4 do seu tamanho original após 45 dias de tratamento, e a menos de 1/10 após 8 meses, sem ter apresentado nenhum efeito adverso.
Palavra-chave Hemangioma
Hemangioma, capillary
Propranolol
Case reports
Infant, newborn
Hemangioma
Hemangioma capilar
Propranolol
Relato de casos
Recém-nascido
Idioma Inglês
Data de publicação 2011-06-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 74, n. 3, p. 207-208, 2011.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 207-208
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492011000300012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492011000300012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6479

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492011000300012.pdf
Tamanho: 292.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta