Ansiedade, depressão e qualidade de vida em pacientes com glomerulonefrite familiar ou doença renal policística autossômica dominante

Ansiedade, depressão e qualidade de vida em pacientes com glomerulonefrite familiar ou doença renal policística autossômica dominante

Título alternativo Anxiety, depression, and quality of life in patients with familial glomerulonephritis or autosomal dominant polycystic kidney disease
Autor Barros, Bruna Paes de Autor UNIFESP Google Scholar
Nishiura, José Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Heilberg, Ita Pfeferman Autor UNIFESP Google Scholar
Mastroianni Kirsztajn, Gianna Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo INTRODUCTION: Psychological aspects and quality of life are often evaluated in patients under renal replacement therapy, but studies about anxiety, de>pression, and quality of life in familial renal diseases are lacking. OBJECTIVES: To evaluate the frequency of anxiety, depression, and quality of life (QOL) and their eventual associations with the main laboratory, clinical, socioeconomic, and cultural parameters in familial glomerulonephritis (GN) or autosomal dominant polycystic kidney disease (ADPKD). METHODS: Ninety adult patients (52 familial GN and 38 ADPKD) completed the questionaires of State Trait Anxiety Inventory (STAI), Beck Depression Inventory (BDI), and QOL-Short-Form SF-36, and were also submitted to a short interview. RESULTS: Moderate anxiety was detected in both groups. Depression was found in 34.6% of familial GN and 60.5% of ADPKD patients. Anxiety and depression were more associated with female gender in familial GN, and with poorer schooling in ADPKD. Patients of both groups presented two quality of life unfavorable dimensions: emotional role function and general health perception. In addition, quality of life was worse among females, unmarried, and Caucasian subjects, and those individuals with a poorer educational level. CONCLUSION: The use of these instruments allows one to appreciate the frequency and levels of anxiety, depression, and quality of life in patients with familial renal diseases that could affect their compliance to treatment. These findings can contribute to planning a better multidisciplinary assistance to such groups of patients.

INTRODUÇÃO: Aspectos psicológicos, transtornos psiquiátricos e qualidade de vida são frequentemente avaliados em pacientes em terapia renal substitutiva. Entretanto, não existem estudos que analisem ansiedade, depressão e qualidade de vida especificamente em pacientes portadores de doenças renais familiares. OBJETIVO: Avaliar a frequência de traços e estados ansiosos e depressivos e qualidade de vida, verificando as possíveis relações com os principais achados laboratoriais, clínicos, socioeconômicos e culturais de pacientes portadores de glomerulonefrites (GN) familiares ou de doença renal policística autossômica dominante (DRPAD). MÉTODOS: Noventa pacientes adultos (52 GN familiares e 38 DRPAD) foram avaliados utilizando Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE), Inventário de Depressão Beck (Beck) e Questionário de Qualidade de Vida Short Form-36 (SF-36), além de uma breve entrevista. RESULTADOS: Observou-se ansiedade moderada em ambos os grupos, depressão em 34,6% das GN e em 60,5% das DRPAD. De um modo geral, ansiedade e depressão associaram-se mais ao gênero feminino na GN familiar e ao pior nível educacional na DRPAD. Pacientes de ambos os grupos apresentaram duas dimensões mais afetadas no que se refere à qualidade de vida, o aspecto emocional e a percepção geral do estado de saúde. Além disso, o SF-36 revelou que na presente amostra, a qualidade de vida foi pior para o sexo feminino, e para pacientes de cor branca, com baixa escolaridade e sem parceiros estáveis. CONCLUSÃO: Os questionários aplicados permitiram identificar frequência e graus de ansiedade, depressão e comprometimento da qualidade de vida nos pacientes com doença renal familiar, que poderiam afetar a aderência desses pacientes ao tratamento. Esses achados podem contribuir para o planejamento de um melhor atendimento multidisciplinar para ambas as doenças.
Palavra-chave anxiety
depression
quality of life
glomerulonephritis
chronic kidney failure
ansiedade
depressão
qualidade de vida
glomerulonefrite
falência renal crônica
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2011-06-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Nefrologia. Sociedade Brasileira de Nefrologia, v. 33, n. 2, p. 120-128, 2011.
ISSN 0101-2800 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Nefrologia
Extensão 120-128
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-28002011000200002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-28002011000200002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6461

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-28002011000200002.pdf
Tamanho: 205.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta