Cerebellar volume in patients with dementia

Cerebellar volume in patients with dementia

Título alternativo Volume cerebelar em pacientes com demência
Autor Baldaçara, Leonardo Autor UNIFESP Google Scholar
Borgio, João Guilherme Fiorani Autor UNIFESP Google Scholar
Moraes, Walter André dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Lacerda, Acioly Luiz Tavares de Autor UNIFESP Google Scholar
Montaño, Maria Beatriz Marcondes Macedo Autor UNIFESP Google Scholar
Tufik, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Bressan, Rodrigo Affonseca Autor UNIFESP Google Scholar
Ramos, Luiz Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Jackowski, Andrea Parolin Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do Tocantins
Instituto Sinapse de Neurociências Clínicas
Resumo OBJECTIVE: The aim of this study was to examine the cerebellar volume of subjects at different stages of Alzheimer's disease and to investigate whether volume reductions in this structure are related to cognitive decline. METHOD: Ninety-six subjects from an epidemiological study were submitted to a magnetic resonance imaging scan and evaluated using the Mini-Mental State Examination and the Functional Activities Questionnaire. Subjects were divided into five groups according to the Clinical Dementia Rating scale. Twenty-six subjects from the original group who had no dementia diagnosis at baseline were re-evaluated for the onset of dementia after two years. RESULTS: The volumes of the cerebellar hemispheres, posterior cerebellar lobe, vermis and temporal lobe were found to be reduced as a function of the severity of the disease. There were significant positive correlations between the volume of the temporal lobe and cerebellum and the language, attention, and total scores in the Mini-Mental State Examination and the Functional Activities Questionnaire. A logistic regression analysis demonstrated that reduced temporal lobe, posterior cerebellar lobe and vermal volume at baseline is a risk factor for the onset of dementia. CONCLUSION: This is the first study demonstrating that reduced cerebellar volume is already apparent at the predementia stage. The results of this study support the involvement of the cerebellum in the progression of dementia. Whereas the cerebellum might not be directly associated with the origin of Alzheimer's disease, it may provide useful information related to its prognosis.

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi examinar o volume cerebelar em indivíduos em diferentes fases da doença de Alzheimer e investigar se sua redução estaria relacionada com o declínio cognitivo. MÉTODO: Noventa e seis indivíduos de um estudo epidemiológico foram submetidos à ressonância magnética e avaliados por meio do Mini Exame do Estado Mental e do Questionário de Atividades Funcionais. Os sujeitos foram divididos em cinco grupos de acordo com a Escala de Gravidade da Demência. Vinte e seis indivíduos do grupo original que não tinham o diagnóstico de demência no início do estudo foram reavaliados após dois anos para detectar o desenvolvimento da doença. RESULTADOS: Os volumes dos hemisférios cerebelares, lobo cerebelar posterior, vermis e lobo temporal estavam diminuídos proporcionalmente à gravidade da doença. Houve correlações positivas e significativas entre o Questionário de Atividades Funcionais, Mini Exame do Estado Mental e seus respectivos subtestes para linguagem e atenção com os volumes do lobo temporal e cerebelar. A análise de regressão logística demonstrou que o volume reduzido do lobo temporal, lobo cerebelar posterior e vermis pode ser um fator de risco para o futuro desenvolvimento de demência. CONCLUSÃO: Este é o primeiro estudo que demonstrou que o volume do cerebelo pode estar reduzido na fase pré-demência e reforça o papel dessa estrutura na progressão da doença de Alzheimer. Considerando que o cerebelo pode não estar diretamente associado com a origem da doença de Alzheimer, este achado tem valor para o prognóstico.
Palavra-chave Cerebellum
Epidemiological studies
Dementia
Alzheimer disease
Disease progression
Cerebelo
Estudos epidemiológicos
Demência
Doença de Alzheimer
Avanço da doença
Idioma Inglês
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2011-06-01
Publicado em BALDACARA, Leonardo et al . Cerebellar volume in patients with dementia. Rev. Bras. Psiquiatr., São Paulo , v. 33, n. 2, p. 122-129, jun. 2011
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 122-129
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462011000200006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000293652800006
SciELO S1516-44462011000200006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6460

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44462011000200006.pdf
Tamanho: 837.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta