Ter anemia falciforme: nota prévia sobre seu significado para a criança expresso através da brincadeira

Ter anemia falciforme: nota prévia sobre seu significado para a criança expresso através da brincadeira

Título alternativo Having sickle-cell disease: short communication on the meaning for children as expressed through games what it means for them to have the disease
Tener anemia falciforme: nota previa sobre el significado para el niño expresado a través del juego
Autor Souza, Ana Augusta Maciel de Autor UNIFESP Google Scholar
Ribeiro, Circéa Amália Autor UNIFESP Google Scholar
Borba, Regina Issuzu Hirooka de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Montes Claros Faculdades Santo Agostinho de Montes Claros
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Advance notice of a study aimed at understanding the significance of having sickle cell anemia for children 3 to 12 years old. It is a qualitative research grounded in Symbolic Interactionism as a theoretical perspective, and in Grounded Theory as a research method. The data have been collected through interview with the children by using therapeutic play sessions. Preliminary analysis of data has allowed us to understand that having sickle cell anemia is a sad experience for the children, because that more than to be permeated by pain, the child realize they are powerless in relation to the suffering; they recognize its symptoms, understand the need for treatment, and consider them only as palliative. The children also consider their family as an important support, and have the hospital as reference.

Nota previa de una investigación que tiene como objetivo comprender el significado de tener anemia falciforme para niños de 3 a 12 años. Investigación cualitativa anclada en el Interaccionismo Simbólico como referencia teórica y en la Teoría Fundamentada en los datos como referencia metodológica. Los datos son recolectados por medio de entrevista con los niños, mediada por una sesión de Juguete Terapéutico. El análisis preliminar de los datos permitió comprender que tener anemia falciforme es una vivencia triste para el niño, porque además de ser atravesada por el dolor, ella se percibe impotente frente al sufrimiento, reconoce los síntomas, comprende la necesidad de tratamiento, considerándolo solamente paliativo, que la familia es un importante soporte y el hospital una referencia.

Nota prévia de uma pesquisa que tem como objetivo compreender o significado de ter anemia falciforme para crianças de 3 a 12 anos de idade, a partir de uma investigação qualitativa ancorada no Interacionismo Simbólico como referencial teórico, e na Teoria Fundamentada nos Dados como referencial metodológico. Os dados são coletados por meio de entrevista com as crianças, mediada por uma sessão de Brinquedo Terapêutico. A análise preliminar dos dados permitiu compreender que ter anemia falciforme é uma vivência triste para a criança, porque, além de ser permeada pela dor, ela se percebe impotente frente ao sofrimento, reconhece seus sintomas, compreende a necessidade do tratamento, considerando-o apenas paliativo; que a família é um importante suporte, e o hospital, uma referência.
Palavra-chave Play and playthings
Child
Anemia, sickle cell
Pediatric nursing
Jogos e brinquedos
Criança
Anemia falciforme
Enfermagem pediátrica
Idioma Português
Data de publicação 2011-03-01
Publicado em Revista Gaúcha de Enfermagem. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem, v. 32, n. 1, p. 194-196, 2011.
ISSN 1983-1447 (Sherpa/Romeo)
Publicador Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem
Extensão 194-196
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1983-14472011000100026
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1983-14472011000100026 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6379

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1983-14472011000100026.pdf
Tamanho: 27.13KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta