Atribuição de estados mentais no discurso de crianças do espectro autístico

Atribuição de estados mentais no discurso de crianças do espectro autístico

Título alternativo The attribution of mental states in the speech of children with autistic spectrum disorders
Autor Rodrigues, Lyvia Christina Camarotto Battiston Autor UNIFESP Google Scholar
Tamanaha, Ana Carina Autor UNIFESP Google Scholar
Perissinoto, Jacy Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To analyze the attribution of mental states in the speech of children within the Autistic Spectrum Disorders, and verify the modification in their vocabulary and phrasal extension, after a period of speech-language therapy. METHODS: Speech samples from the initial Speech-Language Pathology evaluation and follow-up evaluations carried out after six months and one year of speech-language therapy were collected from the records of five children with autism and five with Asperger syndrome, with the aim to characterize their verbal performance and ability of attribution of mental states. Considering only spontaneous emissions, the classes of words nouns and verbs were verified and classified as terms refering to physical and mental states. The comparison between the three evaluations was performed by assessing the significance between the medians of the samples obtained (median test, with significance level at 10%). RESULTS: It was observed an increase in the number of words produced and in the number of words per sentence between the evaluation periods and after a year of speech-language therapy, for children with autism. No differences were found for the attribution of verbs regarding physical and mental states and nouns regarding mental states, for both groups. A decrease in the number of nouns regarding physical states was observed in the autism group. CONCLUSION: The attribution of mental states increased after a period of speech-language intervention, however, with no significant difference; there was an increase in the verbal behavior of children with autism.

OBJETIVO: Analisar a atribuição de estados mentais no discurso de crianças pertencentes aos Distúrbios do Espectro Autístico e verificar a modificação no vocabulário e extensão frasal desses, após período de terapia fonoaudiológica. MÉTODOS: Foram colhidas amostras de fala da avaliação fonoaudiológica inicial, após seis meses e um ano de terapia fonoaudiológica, registradas nos prontuários de cinco crianças com autismo infantil e cinco com síndrome de Asperger para caracterização do desempenho verbal e da habilidade de atribuição de estados mentais de cada criança. Considerando-se apenas as emissões espontâneas, foram verificadas as palavras pertencentes às classes substantivo e verbo e classificadas como termos que referem estados físicos e mentais. A comparação entre os três momentos foi realizada por meio da avaliação da significância entre as medianas das amostras obtidas (teste da mediana, com diferença significativa ao nível de 10%). RESULTADOS: Verificou-se aumento no número de palavras emitidas e também no número de palavras por frase emitida entre os períodos de avaliação e após um ano de terapia fonoaudiológica para crianças com autismo infantil. Não foram encontradas diferenças para a atribuição de verbos de estados físicos e mentais e substantivos de estados mentais para ambos os grupos, sendo observada diminuição na emissão de substantivos de estados físicos no grupo autismo infantil. CONCLUSÃO: A atribuição de estados mentais aumentou após período de intervenção terapêutica fonoaudiológica, porém, sem diferença significativa, verificando-se aumento no comportamento verbal de crianças com autismo infantil.
Palavra-chave Autistic disorder
Asperger syndrome
Language
Language disorders
Rehabilitation
Cognition
Transtorno autístico
Síndrome de Asperger
Linguagem
Transtornos da linguagem
Reabilitação
Cognição
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2011-03-01
Publicado em Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v. 16, n. 1, p. 25-29, 2011.
ISSN 1516-8034 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Extensão 25-29
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342011000100006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-80342011000100006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6371

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-80342011000100006.pdf
Tamanho: 224.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta