Reconhecimento de fala de indivíduos normo-ouvintes com zumbido e hiperacusia

Reconhecimento de fala de indivíduos normo-ouvintes com zumbido e hiperacusia

Título alternativo Recognition of speech of normal-hearing individuals with tinnitus and hyperacusis
Autor Hennig, Tais Regina Google Scholar
Costa, Maristela Julio Autor UNIFESP Google Scholar
Urnau, Daila Google Scholar
Becker, Karine Thaís Google Scholar
Schuster, Larissa Cristina Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Santa Maria Departamento de Fonoaudiologia
Resumo INTRODUCTION: Tinnitus and hyperacusis are increasingly frequent audiological symptoms that may occur in the absence of the hearing involvement, but it does not offer a lower impact or bothering to the affected individuals. The Medial Olivocochlear System helps in the speech recognition in noise and may be connected to the presence of tinnitus and hyperacusis. OBJECTIVE: To evaluate the speech recognition of normal-hearing individual with and without complaints of tinnitus and hyperacusis, and to compare their results. METHOD: Descriptive, prospective and cross-study in which 19 normal-hearing individuals were evaluated with complaint of tinnitus and hyperacusis of the Study Group (SG), and 23 normal-hearing individuals without audiological complaints of the Control Group (CG). The individuals of both groups were submitted to the test List of Sentences in Portuguese, prepared by Costa (1998) to determine the Sentences Recognition Threshold in Silence (LRSS) and the signal to noise ratio (S/N). The SG also answered the Tinnitus Handicap Inventory for tinnitus analysis, and to characterize hyperacusis the discomfort thresholds were set. RESULTS: The CG and SG presented with average LRSS and S/N ratio of 7.34 dB NA and -6.77 dB, and of 7.20 dB NA and -4.89 dB, respectively. CONCLUSION: The normal-hearing individuals with or without audiological complaints of tinnitus and hyperacusis had a similar performance in the speech recognition in silence, which was not the case when evaluated in the presence of competitive noise, since the SG had a lower performance in this communication scenario, with a statistically significant difference.

INTRODUÇÃO: O zumbido e a hiperacusia são sintomas audiológicos cada vez mais frequentes que podem ocorrer na ausência do comprometimento da audibilidade, mas não de menor impacto ou incômodo aos indivíduos acometidos. O Sistema Olivococlear Medial auxilia no reconhecimento de fala no ruído e pode estar relacionado com a presença do zumbido e hiperacusia. OBJETIVO: Avaliar o reconhecimento de fala de indivíduos normo-ouvintes sem e com queixas de zumbido e hiperacusia, e comparar os resultados entre os mesmos. MÉTODO: Estudo descritivo, prospectivo e transversal em que foram avaliados 19 indivíduos normo-ouvintes com queixas de zumbido e hiperacusia do Grupo Estudo (GE), e 23 indivíduos normo-ouvintes sem queixas audiológicas do Grupo Controle (GC). Os indivíduos de ambos os grupos foram submetidos ao teste Listas de Sentenças em Português, elaborado por COSTA (1998), para determinar o Limiar de Reconhecimento de Sentenças no Silêncio (LRSS) e a relação Sinal-Ruído (S/R). O GE também respondeu ao Tinnitus Handicap Inventory para análise do zumbido, e para caracterizar a hiperacusia, foram determinados os limiares de desconforto. RESULTADOS: O GC e o GE apresentaram LRSS e relação S/R médios de 7,34 dB NA e -6,77 dB, e de 7,20 dB NA e -4,89 dB, respectivamente. CONCLUSÃO: Os indivíduos normo-ouvintes com ou sem queixas audiológicas de zumbido e hiperacusia apresentaram desempenho semelhante no reconhecimento de fala no silêncio, o que não foi observado quando avaliados na presença de ruído competitivo, uma vez que o GE apresentou desempenho inferior nessa situação de comunicação, inclusive com diferença estatisticamente significante.
Palavra-chave audiology
hyperacusis
speech perception
speech discrimination tests
tinnitus
audiologia
hiperacusia
percepção da fala
testes de discriminação da fala
zumbido
Idioma Português
Data de publicação 2011-03-01
Publicado em Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia. Fundação Otorrinolaringologia, v. 15, n. 1, p. 21-28, 2011.
ISSN 1809-4872 (Sherpa/Romeo)
Publicador Fundação Otorrinolaringologia
Extensão 21-28
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1809-48722011000100003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1809-48722011000100003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6348

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1809-48722011000100003.pdf
Tamanho: 192.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta