Padrões de consumo de alimentos e fatores associados em adultos de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil: Projeto OBEDIARP

Padrões de consumo de alimentos e fatores associados em adultos de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil: Projeto OBEDIARP

Título alternativo Dietary patterns and correlates in adults living in Ribeirão Preto, São Paulo State, Brazil: the OBEDIARP Project
Autor Gimeno, Suely Godoy Agostinho Autor UNIFESP Google Scholar
Mondini, Lenise Google Scholar
Moraes, Suzana Alves De Google Scholar
Freitas, Isabel Cristina Martins De Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Instituto de Economia Agrícola
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo This study aimed to identify and analyze correlates of dietary patterns in residents of Ribeirão Preto, São Paulo State, Brazil. This was a cross-sectional study including both men and women aged > 30 years (n = 930, weighted sample = 2,197). Factor analysis was applied to identify food consumption patterns, using a semi-quantitative questionnaire. Four patterns were identified: (a) obesogenic: associated with more physical activity, more schooling, and age < 40 years; (b) healthy: associated with female gender, individuals without overweight, older adults, central obesity, more physical activity, and higher socioeconomic status; (c) mixed: without overweight, female gender, and younger adults; and (d) popular: associated with absence of hypercholesterolemia and lower family income. The results highlight the need to encourage eating healthy foods in order to prevent chronic non-communicable diseases.

O objetivo deste estudo foi descrever e identificar fatores associados aos padrões de consumo de alimentos de residentes no Município de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil. Trata-se de estudo transversal realizado entre sujeitos de ambos os sexos e com idade > 30 anos (n = 930; n ponderado = 2.197). Empregou-se a análise fatorial na identificação dos padrões de consumo obtidos por questionário semiquantitativo. Identificaram-se quatro padrões: (a) obesogênico: mais frequente entre os mais ativos, com maior escolaridade e idade < 40 anos; (b) saudável: mais frequente entre mulheres, naqueles sem excesso de peso, mais velhos, com obesidade central, mais ativos e com melhor condição socioeconômica; (c) misto: mais prevalente entre os sem excesso de peso, entre mulheres e entre os mais jovens; (d) popular: mais frequente entre os sem hipercolesterolemia e com menor renda familiar. Esses resultados evidenciam a necessidade de estimular a ingestão de alimentos saudáveis de forma a prevenir o aparecimento de doenças crônicas.
Palavra-chave Food Consumption
Obesity
Adult Health
Consumo de Alimentos
Obesidade
Saúde do Adulto
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2011-03-01
Publicado em Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 27, n. 3, p. 533-545, 2011.
ISSN 0102-311X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Extensão 533-545
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011000300013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000289856900013
SciELO S0102-311X2011000300013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6345

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-311X2011000300013.pdf
Tamanho: 132.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta