Tratamento dos sulcos palpebromalar e nasojugal com ácido hialurônico

Tratamento dos sulcos palpebromalar e nasojugal com ácido hialurônico

Título alternativo Treatment of tear trough deformity with hyaluronic acid gel filler
Autor Viana, Giovanni André Pires Autor UNIFESP Google Scholar
Osaki, Midori Hentona Autor UNIFESP Google Scholar
Cariello, Angelino Júlio Autor UNIFESP Google Scholar
Damasceno, Renato Wendell Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: Volume loss and muscular hyperactivity are two major components of the aging process that contribute to the formation of the folds and wrinkles. Tear trough deformity is one of the most difficult depressions to correct surgically. PURPOSE: The aim of this study was to evaluate the results of ten patients submitted to periorbital filling with hyaluronic acid gel filler. METHODS: Between June and August, 2008, 10 patients have had their tears troughs treated with hyaluronic acid gel filler. The filler was introduced by a serial puncture technique and approximately 0.1 ml was injected at each pass. The filler was placed in the pre-periosteal tissue. Patients photographs before and after the procedure were reviewed to assess the outcomes. RESULTS: The mean volume per side needed to achieve correction was on the right side 0.61 ml (SD=0.25) and on the left side 0.65 ml (SD=0.26). The most common complications were bruising, erythema, local swelling, and pain at the injection site. The effect of treatment lasted up to 12 months. CONCLUSIONS: This pilot study showed that the treatment of tear trough deformity with hyaluronic acid gel filler was feasible, predictable and effective. All patients were very satisfied with their results.

OBJETIVO: Verificar a eficácia do preenchimento dos sulcos nasojugal e palpebromalar deprimidos através da injeção de ácido hialurônico e analisar as complicações observadas. MÉTODOS: Foi realizado um estudo piloto, prospectivo, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), com pacientes recrutados no Serviço de Plástica Ocular do Departamento de Oftalmologia da UNIFESP/EPM. Foram selecionados pacientes de ambos os sexos, com idade entre 25 e 60 anos, que apresentavam os sulcos nasojugal e/ou palpebromalar deprimidos, que não haviam sido submetidos à cirurgia na pálpebra inferior nem apresentavam histórico de trauma nesse local. O ácido hialurônico foi aplicado via transcutânea e depositado na região supraperiosteal em pequenos volumes. Todo paciente foi tratado pelo mesmo cirurgião (GAPV), tendo sido examinado no pós-operatório em intervalos regulares e fotografado no pré-operatório, no pós-operatório imediato, na 4ª semana, no 6º e no 12º mês após o procedimento. Ao final deste período todas as fotos foram analisadas por profissional não ligado a esta pesquisa, visando verificar a eficiência da técnica em atingir seus objetivos. RESULTADOS: Entre junho e agosto de 2008, 10 pacientes foram incluídos neste estudo piloto. Oito pacientes foram tratadas uma única vez, enquanto duas precisaram de retoque na 4ª semana após a aplicação inicial. O volume injetado foi em média de 0,61 ml (DP=0,25) no lado direito e de 0,65 ml (DP=0,26) no lado esquerdo. As complicações observadas foram equimose em 6 casos, edema local maior que 48 horas em um paciente e lesão cutânea semelhante à acne em um participante. CONCLUSÕES: O estudo piloto demonstrou que o tratamento dos sulcos nasojugal e pálpebro-malar com uso de ácido hialurônico se mostrou eficaz e previsível, com alto nível de satisfação dos pacientes e com resultado duradouro.
Palavra-chave Hyaluronic acid
lower eyelid
Filler
Treatment
Face
Ácido hialurônico
Pálpebras
Resultado de tratamento
Face
Técnicas cosméticas
Idioma Português
Data de publicação 2011-02-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 74, n. 1, p. 44-47, 2011.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 44-47
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492011000100010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000291612700010
SciELO S0004-27492011000100010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6318

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492011000100010.pdf
Tamanho: 625.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta