Adaptação de próteses auditivas no candidato ao implante coclear

Adaptação de próteses auditivas no candidato ao implante coclear

Título alternativo Fitting hearing aid in patients candidate for cochlear implants
Autor Magalhães, Ana Tereza de Matos Google Scholar
Goffi-Gomez, Maria Valéria Autor UNIFESP Google Scholar
Jardim, Isabela Google Scholar
Tsuji, Robinson Koji Google Scholar
Brito Neto, Rubens de Google Scholar
Bento, Ricardo Ferreira Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: to characterize the audiometric and demographic profile of cochlear implant candidates who were referred to hearing aid sector, and if they benefit from the amplification of the hearing aid. METHODS: patients who had been attended from May 2007 to December 2008 were studied. We collected the patients' profile involving: gender, age, education and etiology. The hearing threshold's average for the good and worse ears was calculated and classified according to Frota (2003). The averaged sound field thresholds with hearing aid was calculated for both ears and considered as a benefit when allowed for an access to the speech sounds of Brazilian Portuguese. RESULTS: a hundred and ninety-four medical records were evaluated in this period. Among them, 108 patients had already been wearing hearing aids (55.6%), 100 were male (52%), 94 female (48%), 109 were children (56%) and 85 adults (44%). The average age was 4.8year old for children and 41.9-year old for adults. Among the adults, 24 patients had incomplete high school education (33%). Unknown etiology was the most frequent cause (33%). Nineteen patients have benefited from the use of hearing aids (10%). The averaged sound field thresholds with hearing aid was 47 dBHL and 48 dBHL, in best and worse ears, respectively, for children, and 50 dBHL and 45 dBHL, respectively, for adults. CONCLUSIONS: the profile of the patients was: majority of children, males, unknown etiology, previously hearing aid users, average of age 4.8-year old for children and 41.9 for adults. Pure tone thresholds revealed profound bilateral hearing loss. About 10% of patients were benefited with the use of hearing aids.

OBJETIVO: caracterizar o perfil audiométrico e demográfico de pacientes candidatos ao implante coclear encaminhados ao setor de prótese auditiva e entre esses, a frequência de indivíduos que se beneficiaram da amplificação sonora. MÉTODOS: foram estudados os pacientes atendidos no período de maio de 2007 a dezembro 2008. Foi realizado o levantamento do perfil da população segundo sexo, idade, escolaridade e etiologia. Foi calculada a média da melhor e pior orelha e classificada segundo Frota (2003). A média dos limiares auditivos com as próteses auditivas indicadas foi calculada e considerada como benefício quando permitia acesso aos sons da fala do português brasileiro (Russo e Behlau, 1993). RESULTADOS: foram avaliados nesse período 194 prontuários. 108 pacientes já eram usuários de próteses auditivas (55,6%), 100 do sexo masculino (52%), 94 do sexo feminino (48%), 109 eram crianças (56%) e 85 eram adultos (44%). A média de idade foi 4,8 anos (crianças) e 41,9 anos (adultos). Entre os adultos, 24 possuíam ensino fundamental incompleto (33%). A etiologia mais frequente foi a desconhecida (33%). Dezenove pacientes se beneficiaram do uso da prótese auditiva (10%). No grupo de pacientes que se beneficiaram da prótese auditiva, a média dos limiares em campo livre com amplificação foi de 47 dBNA e 48 dBNA, na melhor e na pior orelha, respectivamente, nas crianças e 50 dBNA e 45 dBNA, respectivamente, nos adultos. CONCLUSÃO: o perfil dos pacientes foi: na maioria criança, sexo masculino, etiologia desconhecida, já usuários de próteses auditivas com média de idade 4,8 anos (crianças) e 41,9 anos (adultos), audiometria com perda auditiva neurossensorial profunda bilateral, sendo que a prótese beneficiou 10% dos pacientes.
Palavra-chave Cochlear Implantation
Hearing
Hearing Aids
Hearing Loss
Speech
Implante Coclear
Audição
Auxiliares de Audição
Perda Auditiva
Fala
Idioma Português
Data de publicação 2011-02-01
Publicado em Revista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 13, n. 1, p. 75-84, 2011.
ISSN 1516-1846 (Sherpa/Romeo)
Publicador CEFAC Saúde e Educação
Extensão 75-84
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462010005000033
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-18462011000100010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6294

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-18462011000100010.pdf
Tamanho: 812.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta