Histomorphometric analysis of a rat bladder after electrical stimulation

Histomorphometric analysis of a rat bladder after electrical stimulation

Título alternativo Análise histomorfométrica da bexiga de ratos após eletroestimulação
Autor Franco, Gisela Rosa Autor UNIFESP Google Scholar
Oliveira, Emerson de Google Scholar
Baracat, Edmund Chada Autor UNIFESP Google Scholar
Simões, Manuel de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Sartori, Marair Gracio Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Girão, Manoel João Batista Castello Autor UNIFESP Google Scholar
Castro, Rodrigo de Aquino Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: We sought to analyze the effects of electrical stimulation (ES) of the pelvic floor on the bladder of rats. METHODS: Forty rats were studied and divided into the following groups: GI (control group) - did not receive ES, GII (placebo) - did not receive ES but had an electrode inserted into the vagina; GIII - underwent six sessions of ES of the pelvic floor and GIV - rats that underwent 12 sessions of ES. Subsequently, the bladder was removed and the epithelium, muscle and blood vessels were analyzed. RESULTS: The muscle wall in GIV had increased thickness when compared to other groups. Further, the number of blood vessels was similar in GIII and GIV, which was higher than that found in GI and GII. Finally, there was an increase in the relative percentage of muscle fibers in relation to collagen for GIV compared to GI. CONCLUSION: After 12 sessions of ES in rats the muscle layer, the number of blood vessels and the relative percentage of muscle fibers were increased.

OBJETIVO: Analisar os efeitos da eletroestimulação (ES) de assoalho pélvico na bexiga de ratas. MÉTODOS: 40 ratas foram estudadas e divididas nos seguintes grupos: GI (Grupo controle) - não receberam ES GII (placebo) - não foram submetidas a ES mas possuíam um eletrodo introduzido dentro da vagina; GIII - submetidas a seis sessões de ES do assoalho pélvico e GIV - ratas que receberam 12 sessões de ES. Posteriormente, a bexiga foi removida e analisou-se o seu epitélio, musculatura e os vasos sanguíneos. RESULTADOS: Observou-se aumento na espessura da parede muscular em GIV em relação aos demais grupos. Encontramos, ainda, que o número de vasos sanguíneos foi similar em GIII e GIV, sendo maior ao observado em GI e GII. Por fim, houve aumento na porcentagem relativa de fibras musculares em relação ao colágeno em GIV quando comparada à GI. CONCLUSÃO: Após 12 sessões de ES em ratas houve aumento da camada muscular, número de vasos e da porcentagem relativa de fibras musculares.
Palavra-chave Urinary bladder
transcutaneous electric nerve stimulation
morphology
Bexiga urinária
estimulação elétrica nervosa transcutânea
morfologia
Idioma Inglês
Data de publicação 2011-02-01
Publicado em FRANCO, Gisela Rosa et al . Histomorphometric analysis of a rat bladder after electrical stimulation. Rev. Assoc. Med. Bras., São Paulo , v. 57, n. 1, p. 20-24, fev. 2011
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Médica Brasileira
Extensão 20-24
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302011000100010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000287825600009
SciELO S0104-42302011000100010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6283

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-42302011000100010.pdf
Tamanho: 364.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta