Rinossinusite nosocomial em unidade de terapia intensiva: estudo microbiológico

Rinossinusite nosocomial em unidade de terapia intensiva: estudo microbiológico

Título alternativo Nosocomial sinusitis in an intensive care unit: a microbiological study
Autor Balsalobre Filho, Leonardo Lopes Autor UNIFESP Google Scholar
Vieira, Fernando Mirage Jardim Autor UNIFESP Google Scholar
Stefanini, Renato Autor UNIFESP Google Scholar
Cavalcante, Ricardo Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, Rodrigo de Paula Autor UNIFESP Google Scholar
Gregório, Luiz Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Nosocomial sinusitis is a common complication of patients in ICUs. Its diagnosis is important, and early treatment is required to avoid serious complications such as pneumonia, sepsis, meningitis, and intracranial abscesses. AIM: To identify the germs causing sinusitis in ICUs by nasal swabs and maxillary sinus puncture, and to correlate these results. METHODS: ICU patients with a diagnosis (CT confirmed) of maxillary sinusitis underwent nasal swab and puncture of the sinus to collect material for culture and antibiogram. RESULTS: This study evaluated 22 patients. The microbial agent isolated in the swab correlated with the agent in the puncture in 14 of 22 cases (63%). Gram-negative bacteria were the most frequent, as follows: Pseudomonas aeruginosa (29% of punctures), following by Proteus mirabillis (26%) and Acinetobacter baumanni (14%). The resistance index in the antibiogram was high to antibiotics. CONCLUSION: Maxillary sinus puncture of ICU patients with sinusitis appears to be the best method for identifying bacteria; antibiograms demonstrate resistance to therapy. The swab has little diagnostic value; the correlation was 63%. It may be used when sinus puncture is contraindicated.

Rinossinusite Nosocomial é uma complicação frequente de pacientes tratados em UTI. É importante o diagnóstico e tratamento precoce para prevenir complicações graves como pneumonia, sepse, meningite e abscesso intracraniano. OBJETIVO: Identificar os agentes causadores de sinusite em UTI através do swab nasal e da punção de seio maxilar, correlacionando seus resultados. MÉTODO: Pacientes atendidos nas unidades de terapia intensiva com diagnóstico tomográfico de sinusopatia maxilar uni ou bilateral foram submetidos ao swab nasal e punção do seio acometido com material enviado para cultura e antibiograma. RESULTADOS: O presente estudo avaliou 22 pacientes. Houve concordância entre o agente microbiano isolado no swab e na punção em 14 dos 22 casos (63%). A flora aeróbia gram negativa foi a mais encontrada com predomínio da Pseudomonas aeruginosa (29% nas punções), seguido de Proteus mirabillis (26%) e Acinetobacter baumanni (14%). Houve alto índice de resistência aos antibióticos usados. CONCLUSÃO: A punção direta do seio maxilar acometido em pacientes em UTI com sinusite parece ser o melhor método para identificar os agentes bacterianos e, através do seu antibiograma, direcionar a conduta terapêutica antimicrobiana. O swab mostrou ter pouco valor diagnóstico, com concordância de 63%, podendo ser reservado para casos onde a punção está contraindicada.
Palavra-chave microbiology
intensive care units
sinusitis
microbiologia
sinusite
unidades de terapia intensiva
Idioma Português
Data de publicação 2011-02-01
Publicado em Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial, v. 77, n. 1, p. 102-106, 2011.
ISSN 1808-8694 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Extensão 102-106
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1808-86942011000100017
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000293577000017
SciELO S1808-86942011000100017 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6267

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1808-86942011000100017-en.pdf
Tamanho: 364.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S1808-86942011000100017-pt.pdf
Tamanho: 371.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta