Defeitos congênitos e exposição a agrotóxicos no Vale do São Francisco

Defeitos congênitos e exposição a agrotóxicos no Vale do São Francisco

Título alternativo Congenital defects and exposure to pesticides in São Francisco Valley
Autor Silva, Silvio Romero Gonçalves e Autor UNIFESP Google Scholar
Martins, Jose Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Seixas, Simone Google Scholar
Silva, Daniela Conceição Gomes da Google Scholar
Lemos, Sidney Pereira Pinto Autor UNIFESP Google Scholar
Lemos, Patrícia Veruska Barbosa Google Scholar
Instituição Universidade Federal do Vale do São Francisco Colegiado de Enfermagem Disciplina de Bases Morfofisiológicas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do Vale do São Francisco
Hospital Memorial de Petrolina
Universidade Federal do Vale do São Francisco Colegiado de Medicina
Resumo PURPOSE: to evaluate associations between parental exposure to pesticides and births with congenital defects in São Francisco Valley, as well as the demographic profile and the defects found. METHODS: in this case-control study, each case (newborns with congenital defects) had two controls (healthy newborns). The subjects were born in the city of Petrolina, in São Francisco Valley, in 2009. The sample consisted of 42 cases and 84 controls. Data were gathered by a structured questionnaire adapted from Latin-American Collaborative Study of Congenital Malformations (ECLAMC), with the addition of questions related to exposure to pesticides, analysis of the medical records and contact with the hospital's pediatrician. The χ2 test was performed with a significance level of 5% to identify the variables with the greatest differences between case and control groups. Odds Ratio (OR) for the sample was calculated, as well as the OR obtained by logistic regression analysis, and finally, multivariate logistic regression analysis was performed. RESULTS: there was a greater exposure to pesticides during pregnancy in infants with congenital defects compared to healthy subjects. Increased risk was observed when at least one parent was exposed to pesticides (adjusted OR = 1.3; 95%CI = 0.4 - 3.9). The sociodemographic variables associated with congenital defects were: low school level, low weight, prematurity, young parents, chronic diseases, and physical factors. Multiple malformations and defects of the musculoskeletal and nervous systems were more frequently found. CONCLUSIONS: the present study suggests an association between exposure to pesticides and the occurrence of congenital defects, although the data were not significant.

OBJETIVO: avaliar a associação entre a exposição dos genitores aos agrotóxicos e nascimentos com defeitos congênitos no Vale do São Francisco, bem como o perfil sociodemográfico e os defeitos encontrados. MÉTODOS: estudo tipo caso-controle, sendo que para cada caso (recém-nascido com defeito congênito), eram dois controles (recém-nascidos saudáveis) nascidos na cidade de Petrolina, no Vale do São Francisco, em 2009. A amostra constou de 42 casos e 84 controles. Os dados formam colhidos com uso de questionário estruturado, adaptado do Estudo Colaborativo Latino-Americano de Malformações Congênitas (ECLAMC), acrescido de questões relacionadas à exposição aos agrotóxicos, análise do prontuário e contato com a pediatra do hospital. Foi realizado o teste do χ2 com nível de significância de 5% para identificar as variáveis com maiores diferenças entre os grupos caso e controle. Em seguida, foi calculado o Odds Ratio (OR) amostral, bem como o OR obtido por análise de regressão logística e, finalmente, realizou-se uma análise de regressão logística multivariada. RESULTADOS: houve maior exposição aos agrotóxicos durante a gestação em neonatos com defeitos congênitos se comparados aos saudáveis. Maior risco foi observado quando pelo menos um dos genitores foi exposto aos agrotóxicos (OR ajustado = 1,3; IC95% = 0,4-3,9). As variáveis sociodemográficas associadas aos defeitos congênitos foram: baixa escolaridade, baixo peso, prematuridade, genitores jovens, doenças crônicas e fatores físicos. Foram encontrados com maior frequência os polimalformados e os defeitos dos sistemas musculoesquelético e nervoso. CONCLUSÃO: o presente estudo, a despeito de não apresentar significância, sugere associação entre a exposição aos agrotóxicos e a ocorrência de defeitos congênitos.
Palavra-chave Congenital abnormalities
Pesticides exposurre
Maternal exposure
Infant, newborn
Occupational exposure
Risk factors
Anormalidades congênitas
Exposição a praguicidas
Exposição materna
Recém-nascido
Exposição ocupacional
Fatores de risco
Idioma Português
Data de publicação 2011-01-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 33, n. 1, p. 20-26, 2011.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 20-26
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032011000100003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032011000100003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6242

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72032011000100003.pdf
Tamanho: 164.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta