Avaliação da tolerabilidade e do controle de ciclo de dois contraceptivos orais de baixa dose: estudo comparativo aberto

Avaliação da tolerabilidade e do controle de ciclo de dois contraceptivos orais de baixa dose: estudo comparativo aberto

Título alternativo Assessment of the tolerability and cycle control of two low-dose oral contraceptives: an open-label study
Autor Baracat, Edmund Chada Autor UNIFESP Google Scholar
Barbosa, Ione Cristina Google Scholar
Campos, Altamiro A. Google Scholar
Hyppolito, Sylvia B. Google Scholar
Melo, Nilson Roberto de Google Scholar
Mussielo, Rafael Google Scholar
Nassar, Rosival Google Scholar
Pinho-Neto, João Sabino de Lima Google Scholar
Tomaz, Geraldez Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal da Bahia Faculdade de Medicina
Secretaria Estadual de Saúde de Goiás Hospital Materno-Infantil
Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina
Universidade de São Paulo (USP)
Faculdade de Ciências Médicas do Espírito Santo
Universidade Federal do Pará Faculdade de Medicina
Universidade Federal do Pernambuco Faculdade de Medicina
Universidade Federal da Paraíba Faculdade de Medicina
Resumo An open-label comparative study was conducted in nine centers in Brazil to evaluate the tolerability and cycle control of two low-dose oral contraceptives containing 20 mg ethynylestradiol/75 mg gestodene and 20 mg ethynylestradiol/150 mg desogestrel, during six treatment cycles. A total of 167 healthy sexually active women were enrolled (77 in the gestodene group and 90 in the desogestrel group) and 138 completed the six-cycle treatment period. A lipid and hemostatic profile was performed for a subgroup of first users. A total of 867 cycles were evaluated. Irregular bleeding did not occur in 95.4% of the cycles evaluated with gestodene and in 91.9% with desogestrel. Tolerability was good with both preparations but there was significantly more nausea in the desogestrel group. Cycle control was good with both preparations with a significantly lower incidence of irregular bleeding with gestodene when all cycles were considered. There were no clinically significant changes in the hemostatic profile. Lipid profile showed a trend to be more favorable after six cycles of treatment with both preparations. Women in the gestodene group did not present changes in the mean weight; in the desogestrel group there was a significant mean weight increase of 1 kg after six cycles of treatment. Compliance with treatment was good with both preparations. Results of this study demonstrated that low-dose preparations containing gestodene or desogestrel combined with 20 mg of ethynylestradiol are well-tolerated oral contraceptives that provide good cycle control.

Realizou-se um estudo aberto comparativo em nove centros brasileiros para avaliar a tolerabilidade e o controle de ciclo obtido com o uso de dois contraceptivos orais de baixa dose contendo 20 mg etinilestradiol/75 mg gestodeno e 20 mg etinilestradiol/150 mg desogestrel, durante seis ciclos de tratamento. Foram selecionadas 167 mulheres saudáveis com vida sexual ativa (77 no grupo do gestodeno e 90 no grupo do desogestrel), das quais 138 completaram os seis ciclos de tratamento. Em um subgrupo de novas usuárias realizou-se também perfil lipídico e hemostático. Foram avaliados 867 ciclos no total. Ocorreu sangramento irregular em 4,6% dos ciclos com gestodeno e em 8,1% com desogestrel. A tolerabilidade a ambas preparações foi boa, mas houve significativamente mais náusea no grupo do desogestrel. O controle de ciclo foi bom com os dois contraceptivos, sendo que houve freqüência significativamente menor de sangramento irregular no grupo do gestodeno quando se leva em conta que todos os ciclos foram considerados. Não houve alterações clinicamente significativas no perfil hemostático. O perfil lipídico mostrou tendência a tornar-se mais favorável após seis ciclos de tratamento com as duas preparações. Não ocorreu alteração no peso médio das mulheres no grupo do gestodeno; no grupo do desogestrel houve aumento significativo no peso médio de aproximadamente 1 kg após seis meses de tratamento. A adesão ao tratamento foi boa com as duas preparações. Os resultados deste estudo mostram que preparações contendo baixa dose de gestodeno ou desogestrel associados a 20 mg de etinilestradiol são contraceptivos bem tolerados que permitem bom controle de ciclo, sem efeitos colaterais significantes.
Palavra-chave Contraception
Low-dose contraceptive
Gestodene
Desogestrel
Cycle control
Estrogen
Progesterone
Coagulation
Lipid profile
Contracepção
Contraceptivo de baixa dose
Gestodeno
Desogestrel
Controle de ciclo
Estrogênio
Progesterona
Coagulação
Perfil lipídico
Idioma Português
Data de publicação 1998-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 20, n. 5, p. 273-280, 1998.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 273-280
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72031998000500007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72031998000500007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/623

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72031998000500007.pdf
Tamanho: 45.06KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta