Alterações radiográficas do tálus no pé torto congênito após liberação cirúrgica pela técnica de McKay

Alterações radiográficas do tálus no pé torto congênito após liberação cirúrgica pela técnica de McKay

Título alternativo Radiographic abnormalities of the talus in patients with clubfoot after surgical release using the McKay technique
Autor Pinto, Jose Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Hernandes, Andréa Canizares Autor UNIFESP Google Scholar
Buchaim, Thais Paula Autor UNIFESP Google Scholar
Blumetti, Francesco Camara Autor UNIFESP Google Scholar
Chertman, Carla Autor UNIFESP Google Scholar
Yamane, Patrícia Corey Autor UNIFESP Google Scholar
Fernandes, Artur da Rocha Correa Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To analyze morphological abnormalities of the talus in patients with clubfoot after surgical treatment using the McKay technique. METHOD: Lateral standing-position radiographs of the feet of 14 patients with unilateral clubfoot who underwent treatment by means of the double-incision McKay technique were retrospectively analyzed. All the patients were operated by the same surgeon, with an average of 6.53 years between surgery and the radiograph. We compared the radiographic characteristics of the talus between the operated and the contralateral foot. We assessed the presence of deformity of the talar dome and head (sphericity evaluation); the talar length and height; the percentage and degree of navicular subluxation; abnormalities of the Gissane angle; and the trabecular bone pattern. RESULTS: Abnormalities of the talar head occurred in 92.8% of the patients; of the talar dome in 92.8%; and of the trabecular pattern in 100%. The talar length ratio between the operated and the contralateral foot ranged from 0.61 to 0.88 (mean 0.79; SD = 0.09), while the height ratio ranged from 0.57 to 0.98 (mean 0.82; SD = 0.12). The Gissane angle was greater in all of the operated feet, and all of them also showed navicular subluxation, at a rate ranging from 6.43 to 59.75% (mean 26.34%; SD = 16.66%). CONCLUSION: Talar abnormalities occurred in 100% of the feet treated using the McKay technique. It was shown that establishing radiographic parameters to describe and quantify these deformities was feasible, through simple and easy-to-perform techniques.

OBJETIVO: Analisar as alterações morfológicas do tálus após o tratamento cirúrgico do pé torto congênito pela técnica de McKay. MÉTODO: Foram analisadas, retrospectivamente, radiografias em perfil com carga dos pés de 14 pacientes com pé torto congênito unilateral submetidos ao tratamento pela técnica de McKay por dupla incisão. Todos os pacientes foram operados pelo mesmo cirurgião, com média de 6,53 anos entre a cirurgia e a radiografia. Comparamos as características do tálus dos pés operados com os parâmetros radiográficos dos pés contralaterais. Avaliamos a presença de deformidade do dômus e da cabeça do tálus (avaliação da esfericidade); a altura e o comprimento do tálus; a presença e grau de subluxação do navicular; a alteração do ângulo de Gissane; e o padrão do trabeculado ósseo. RESULTADOS: Alterações da cabeça do tálus ocorreram em 92,8% dos casos; do dômus em 92,8%; e do trabeculado em 100%. A relação entre o comprimento do tálus do pé operado sobre o contralateral variou de 0,61 a 0,88 (média de 0,79; DP = 0,09), e da altura de 0,57 a 0,98 (média de 0,82; DP = 0,12). O ângulo de Gissane aumentou em todos os pés operados, e todos apresentaram subluxação do navicular, com índice variando de 6,43 a 59,75% (média de 26,34%; DP = 16,66%). CONCLUSÃO: Alterações talares ocorreram em 100% dos pés tratados pela técnica de McKay. Estabelecer parâmetros radiográficos para descrever e quantificar essas deformidades mostrou-se viável, através de técnicas simples e de fácil execução.
Palavra-chave Clubfoot
radiography
Talus
Surgical Procedures
Operative
Morphology
Pé Torto
radiografia
Tálus
Procedimentos Cirúrgicos Operatórios
Morfologia
Idioma Português
Data de publicação 2011-01-01
Publicado em Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 46, n. 3, p. 293-298, 2011.
ISSN 0102-3616 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 293-298
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-36162011000300011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-36162011000300011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6222

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-36162011000300011.pdf
Tamanho: 336.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta