Inventário de Depressão em Transtornos Neurológicos para a Epilepsia (IDTN-E): versão brasileira de um instrumento de rastreamento

Inventário de Depressão em Transtornos Neurológicos para a Epilepsia (IDTN-E): versão brasileira de um instrumento de rastreamento

Título alternativo Neurological Disorders Depression Inventory for Epilepsy (NDDI-E): brazilian version of a screening instrument
Autor Oliveira, Guilherme Nogueira Mendes de Google Scholar
Araujo Filho, Gerardo Maria de Autor UNIFESP Google Scholar
Kummer, Arthur Google Scholar
Salgado, João Vinícius Google Scholar
Portela, Eduardo Jardel Google Scholar
Sousa-Pereira, Sílvio Roberto Google Scholar
Teixeira, Antonio Lúcio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Hospital Felício Rocho Centro Universitário de Belo Horizonte
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Medicina
Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Biológicas
Universidade Federal de Minas Gerais Hospital das Clínicas Serviço de Neurologia
Hospital Felício Rocho Núcleo Avançado de Tratamento das Epilepsias
Universidade Federal de Minas Gerais Hospital das Clínicas
Resumo INTRODUCTION: Depression is the most common psychiatric comorbidity in epilepsy, being its identification frequently neglected in most epilepsy centers. OBJECTIVE: To evaluate the performance of the Brazilian version of the Neurological Disorders Depression Inventory for Epilepsy (NDDI-E) in a group of patients from a specialized center. METHODS: The recently validated Brazilian version of the NDDI-E was applied to a group of 142 outpatients with epilepsy. We used the MINI-Plus as a gold standard to diagnosis major depressive episode. Results: Forty patients (28.2%) were depressed at the time of evaluation. The ROC curve analysis indicated that the cutoff at 15 (>15) represented the greatest dichotomy between depressed and nondepressed (sensitivity 70.0%, specificity of 87.3%, positive predictive value of 68.3% and negative predictive value of 88.1%). The use of lower cutoff points may eventually be adopted to provide greater sensitivity to the instrument. CONCLUSION: The Brazilian version of NDDI-E is a sensitive and practical tool that can help in tracking depression in epilepsy in order to reduce its underdiagnosis.

INTRODUÇÃO: Depressão é a comorbidade psiquiátrica mais frequente na epilepsia, sendo sua identificação frequentemente negligenciada nos centros especializados. OBJETIVO: Avaliar o desempenho da versão brasileira do Inventário de Depressão em Transtornos Neurológicos para a Epilepsia (IDTN-E) em um grupo de pacientes atendidos em um serviço especializado. MÉTODOS: A versão brasileira do ITDN-E foi aplicada em um grupo de 142 pacientes com epilepsia. Foi utilizado o MINI-Plus como padrão ouro para o diagnóstico de episódio depressivo maior. Resultados: Quarenta pacientes (28,2%) apresentavam o diagnóstico de depressão no momento da avaliação. A análise da curva ROC indicou que o ponto de corte em 15 (>15) para o IDTN-E representa dicotomização ótima entre deprimidos e não deprimidos (sensibilidade de 70,0%, especificidade de 87,3%, valor preditivo positivo de 68,3% e valor preditivo negativo de 88,1%). A utilização de pontos de corte inferiores pode eventualmente ser adotada para proporcionar uma maior sensibilidade ao instrumento. CONCLUSÃO: A versão brasileira do IDTN-E é um instrumento sensível e prático que pode auxiliar o rastreamento da depressão na epilepsia, diminuindo o seu subdiagnóstico.
Palavra-chave epilepsy
depression
screening
diagnosis
epilepsia
depressão
rastreamento
diagnóstico
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Data de publicação 2011-01-01
Publicado em Journal of Epilepsy and Clinical Neurophysiology. Liga Brasileira de Epilepsia (LBE), v. 17, n. 2, p. 49-53, 2011.
ISSN 1676-2649 (Sherpa/Romeo)
Publicador Liga Brasileira de Epilepsia (LBE)
Extensão 49-53
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1676-26492011000200004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1676-26492011000200004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6212

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1676-26492011000200004.pdf
Tamanho: 350.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta