Prevalência de lesões intraepiteliais em atipias de significado indeterminado em um serviço público de referência para neoplasias cervicais

Prevalência de lesões intraepiteliais em atipias de significado indeterminado em um serviço público de referência para neoplasias cervicais

Título alternativo Prevalence of atypical squamous cell intraepithelial lesions of undetermined significance in a public health referral service for cervical cancer
Prevalencia de lesiones intraepiteliales en atipias de significado indeterminado en un servicio público de referencia para neoplasias cervicales
Autor Costa, Railda Fraga Autor UNIFESP Google Scholar
Barros, Sonia Maria Oliveira de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Faculdade Integrada Tiradentes
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To determine the prevalence of low and high grade intraepithelial lesions in women with Pap smear diagnosis of atypical squamous cells of undetermined significance, in the city of Maceió, Alagoas. Knowing the influence of age and the etiological agents for sexually transmitted diseases on the risk of developing low and high grade intraepithelial lesions. METHODS: Cross sectional prevalence study at a public referral center for cervical cancer. We studied records of 253 women with atypical diagnoses of undetermined significance, in 2007. RESULTS: The prevalence of intraepithelial lesions was 23.7%; 26.7% were low grade and 73.3% high grade. CONCLUSIONS: The prevalence of high-grade intraepithelial lesions in women with Pap smear diagnosis of atypical squamous cells of undetermined significance (ASCUS) was 23.7%; the increase in risk was directly proportional to the age and higher prevalence of low grade squamous intraepithelial lesion associated with papillomavirus infection.

OBJETIVOS: Determinar la prevalencia de lesiones intraepiteliales de bajo y alto grado, en mujeres con diagnóstico colpocitológico de atipias de significado indeterminado en el Municipio de Maceió, Alagoas. Conocer la influencia de la edad y de los agentes etiológicos para enfermedades sexualmente transmisibles sobre el riesgo de desarrollo de las lesiones intraepiteliales de bajo y alto grado. MÉTODOS: Se trata de un estudio transversal de prevalencia realizado en un servicio público de referencia para neoplasias cervicales. Fueron estudiadas 253 historias clínicas de mujeres con diagnóstico de atipias de significado indeterminado, en el año 2007. RESULTADOS: La prevalencia de lesiones intraepiteliales fue del 23,7%, siendo 26,7% de bajo grado y 73,3% de alto grado. CONCLUSIONES: La prevalencia de lesiones intraepiteliales de alto grado en mujeres con diagnóstico colpocitológico de atipias de significado indeterminado (ASCUS) fue del 23,7%, el aumento del riesgo fue directamente proporcional al de la edad y hubo mayor prevalencia de lesión intraepitelial de bajo grado, asociada a la infección por el Papilomavirus humano.

OBJETIVOS: Determinar a prevalência de lesões intraepiteliais de baixo e alto grau, em mulheres com diagnóstico colpocitológico de atipias de significado indeterminado no Município de Maceió, Alagoas. Conhecer a influência da idade e dos agentes etiológicos para doenças sexualmente transmissíveis sobre o risco de desenvolvimento das lesões intraepiteliais de baixo e alto grau. MÉTODOS: Estudo transversal de prevalência em um serviço público de referência para neoplasias cervicais. Foram estudados 253 prontuários de mulheres com diagnóstico de atipias de significado indeterminado, no ano de 2007. RESULTADOS: A prevalência de lesões intraepiteliais foi a de 23,7%, sendo 26,7% de baixo grau e 73,3% de alto grau. CONCLUSÕES: A prevalência de lesões intraepiteliais de alto grau em mulheres com diagnóstico colpocitológico de atipias de significado indeterminado (ASCUS) foi de 23,7%, o aumento do risco foi diretamente proporcional ao da idade e houve maior prevalência de lesão intraepitelial de baixo grau,associada à infecção pelo Papilomavirus humano.
Palavra-chave Nursing
Cervical intraepithelial neoplasia
Prevalence
Women's health
Enfermagem
Neoplasia intraepitelial cervical
Prevalência
Saúde da Mulher
Idioma Português
Data de publicação 2011-01-01
Publicado em Acta Paulista de Enfermagem. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), v. 24, n. 3, p. 400-406, 2011.
ISSN 0103-2100 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 400-406
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002011000300015
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000292616200015
SciELO S0103-21002011000300015 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6151

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-21002011000300015.pdf
Tamanho: 158.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta