Estado nutricional, clínico e padrão alimentar de pessoas vivendo com HIV/Aids em assistência ambulatorial no município de São Paulo

Estado nutricional, clínico e padrão alimentar de pessoas vivendo com HIV/Aids em assistência ambulatorial no município de São Paulo

Título alternativo Nutritional and clinical status, and dietary patterns of people living with HIV/AIDS in ambulatory care in São Paulo, Brazil
Autor Silva, Érika Ferrari Rafael da Autor UNIFESP Google Scholar
Lewi, David Salomao Autor UNIFESP Google Scholar
Vedovato, Gabriela Milhassi Google Scholar
Garcia, Vânia Regina Salles Google Scholar
Tenore, Simone de Barros Autor UNIFESP Google Scholar
Bassichetto, Katia Cristina Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo
Resumo INTRODUCTION: Nutrition currently plays a key role in the treatment of people living with HIV/AIDS (PLHA), especially in the case of metabolic alterations due to highly active antiretroviral therapy (HAART), which could be related to cardiovascular diseases (CD). OBJECTIVE: to describe the nutritional and clinical status, and the quality of diet of PLHA. METHODS: It is a cross-sectional study involving a network of ambulatory care facilities for PLHA in the city of São Paulo, Brazil. Patients, in use of HAART or not, were selected from December 2004 to may 2006, through routine clinic visits. We collected: socio-demographic, clinical, biochemical, anthropometric measures and dietary data. Diet quality was evaluated according to a protecting or non-protecting pattern of consumption scores for CD. RESULTS: The sample had 238 patients on HAART and 76 without treatment. Mean serum levels of total cholesterol, triglycerides and glucose were higher in the HAART group (p < 0.001). The majority of patients of both the treated and untreated group were eutrophic with a mean body mass index (BMI) of 24.4 (± 4.3) kg/m² and 24.3 (± 3.5), respectively. The waist-hip ratio was higher among men on HAART (0.90 ± 0.06 versus 0.87±0.05) (p < 0.001). The HAART group showed a mean food pattern score indicating a higher consumption of non-protecting foods for CD (p = 0.001). CONCLUSION: The results showed undesired nutritional and metabolic conditions among patients on HAART associated with CD. It is necessary to manage health intervention programs for PLHA in order to control cardiovascular risk factors before final outcomes.

INTRODUÇÃO: Atualmente, a abordagem nutricional desempenha papel essencial no tratamento de pessoas que vivem com HIV/aids, particularmente no caso de alterações metabólicas pelo uso da terapia antirretroviral (TARV) que podem estar associadas ao maior risco de doenças cardiovasculares (DCV). OBJETIVO: Caracterizar o estado nutricional, clínico e a qualidade da dieta de pessoas que vivem com HIV/aids. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo transversal envolvendo pessoas que vivem com HIV/aids em atendimento na rede de serviços especializados no município de São Paulo. Os usuários desta rede, em uso ou não de TARV, foram recrutados no período de dezembro de 2004 a maio de 2006, durante consultas de rotina. Foram coletados dados sociodemográficos, clínicos, bioquímicos, antropométricos e dietéticos. A qualidade da dieta foi avaliada segundo escores de padrão de consumo predominantemente não protetor e protetor para DCV. RESULTADOS: A amostra foi constituída por 238 pacientes em TARV e 76 sem TARV. A média dos níveis de colesterol total, triglicérides e glicemia foram maiores no grupo TARV (p < 0,001). A maior parte dos participantes do estudo, com e sem TARV, apresentava-se eutrófica, com média de índice de massa corporal 24,4 (± 4,3) e 24,3 (± 3,5) kg/m², respectivamente. A relação cintura-quadril foi maior entre homens em TARV que entre aqueles sem TARV (0,90 ± 0,06 versus 0,87 ± 0,05) (p < 0,001). O grupo em TARV apresentou média de escores indicativa de maior consumo de alimentos não protetores para DCV (p = 0,001). CONCLUSÃO: Foram evidenciadas condições nutricionais e metabólicas indesejáveis entre aqueles em TARV, predisponentes ao risco de DCV. É apontada a necessidade de direcionamento das intervenções em saúde a pessoas que vivem com HIV/aids, para o controle dos fatores associados a essas doenças antes do desfecho final.
Palavra-chave HIV-1
Highly Active Antiretroviral Therapy (HAART)
Nutritional assessment
Dietary patterns
Clinical markers
Health service research
HIV-1
Terapia Antirretroviral (TARV)
Avaliação nutricional
Padrão alimentar
Marcadores clínicos
Pesquisas em serviços de saúde
Idioma Português
Data de publicação 2010-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Epidemiologia. Associação Brasileira de Saúde Coletiva, v. 13, n. 4, p. 677-688, 2010.
ISSN 1415-790X (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Extensão 677-688
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2010000400012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1415-790X2010000400012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6109

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1415-790X2010000400012.pdf
Tamanho: 236.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta