Velocidade ideal da esteira para estimular passadas do andar em bebês

Velocidade ideal da esteira para estimular passadas do andar em bebês

Título alternativo Ideal treadmill speed to stimulate stepping in infants
Autor Schlittler, Diana Xavier de Camargo Google Scholar
Sanches, Matheus Buratti Google Scholar
Carvalho, Raquel de Paula Autor UNIFESP Google Scholar
Barela, José Angelo Google Scholar
Instituição Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Cruzeiro do Sul Instituto de Ciências da Atividade Física e Esportes
Resumo BACKGROUND: The motorized treadmill elicits stepping in infants, however the effects of belt speed on treadmill-elicited stepping patterns are still unknown. OBJECTIVE: To examine the effect of belt speed on treadmill-elicited infant stepping. METHODS: Six normally developing infants, aged between 11 and 13 months and acquiring independent walking, were videotaped while stepping on a treadmill at four belt speeds (0.1, 0.16, 0.22, and 0.28 m/s), with passive markers affixed to the major joints (shoulder, hip, knee, and ankle). The images were digitized and analyzed using the software programs Ariel Performance Analysis System, Matlab, and SPSS (Statistical Package for Social Sciences, v.10). The analyzed variables were the descriptive, temporal, coordinative, and angular characteristics of the treadmill-elicited steps at the four speeds. RESULTS: At 0.22 and 0.28 m/s, stride velocity and duration increased, and the duration of the stance phase decreased at 0.22 m/s. Moreover, at 0.22 and 0.28 m/s, the knee joint range of motion increased. CONCLUSIONS: The moderate and high speeds seem to be more appropriate to elicit stepping in infants who are acquiring independent walking, with 0.22 m/s being the speed that seemed the most appropriate. Article registered in the Australian New Zealand Clinical Trials Registry (ANZCTR) under number ACTRN12609000517279.

CONTEXTUALIZAÇÃO: A esteira motorizada desencadeia passadas em bebês similares ao andar. Entretanto, os efeitos da velocidade da esteira nas características das passadas desencadeadas por ela ainda são desconhecidos. OBJETIVO: Examinar o efeito da velocidade da esteira em passadas desencadeadas em bebês. MÉTODOS: Seis bebês com desenvolvimento típico, com idades entre 11 e 13 meses, iniciando o andar independente, foram filmados andando na esteira em quatro velocidades (0,10; 0,16; 0,22 e 0,28 m/s), com marcas passivas posicionadas em suas principais articulações (ombro, quadril, joelho e tornozelo). As imagens foram digitalizadas e analisadas com os softwares Ariel Performance Analysis System, Matlab e SPSS (Statistical Package for Social Sciences, v.10). As variáveis analisadas foram as características descritivas, temporais, coordenativas e angulares das passadas desencadeadas pela esteira nas quatro velocidades. RESULTADOS: Em 0,22 e 0,28 m/s, ocorre aumento da velocidade e duração da passada, além de uma menor duração da fase de apoio (FA) na velocidade de 0,22 m/s. Nas velocidades de 0,22 e 0,28 m/s,observa-se aumento da amplitude articular do joelho. CONCLUSÕES: As velocidades moderadas e rápidas parecem ser as mais indicadas para desencadear passadas em bebês que estão iniciando o andar independente, sendo ainda que a velocidade de 0,22 m/s parece ser a mais apropriada. Artigo registrado no Australian New Zealand Clinical Trials Registry (ANZCTR) sob o número ACTRN12609000517279.
Palavra-chave motor development
customized treadmill
steps
infants
desenvolvimento motor
esteira motorizada
passadas
bebês
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2010-12-01
Publicado em SCHLITTLER, Diana Xavier de Camargo et al . Velocidade ideal da esteira para estimular passadas do andar em bebês. Rev. bras. fisioter., São Carlos , v. 14, n. 6, p. 483-490, dez. 2010
ISSN 1413-3555 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Extensão 483-490
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552010000600006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000286864100006
SciELO S1413-35552010000600006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6105

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-35552010000600006.pdf
Tamanho: 1.531MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S1413-35552010000600006-pt.pdf
Tamanho: 1.538MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta