Perfusão da artéria pulmonar não melhora os índices de fator natriurético cerebral (BNP) em estudo experimental em suínos

Perfusão da artéria pulmonar não melhora os índices de fator natriurético cerebral (BNP) em estudo experimental em suínos

Título alternativo Pulmonary artery perfusion does not improve brain natriuretic peptide (BNP) levels in suine experimental research
Autor Gabriel, Edmo Atique Autor UNIFESP Google Scholar
Locali, Rafael Fagionato Google Scholar
Matsuoka, Priscila Katsumi Google Scholar
Almeida, Ludmila Santiago Google Scholar
Silva, Paulo Sérgio Venerando Google Scholar
Ishigai, Marcia Marcelino de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Salerno, Tomas Google Scholar
Buffolo, Enio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de Miami Divisão de Cirurgia Cardiotorácica
Resumo OBJECTIVE: Assess if the main pulmonary artery controlled perfusion over cardiopulmonary bypass (CPB) modifies BNP levels expressed by the ventricular myocardium. METHODS: Experimental research involving 32 pigs, divided into two groups according to CPB strategy - group I (cardioplegia) and group II (beating heart). Both groups were allocated into three subgroups according to lung perfusion strategy - subgroup A (control: no lung perfusion), subgroup B (lung perfusion with arterial blood) and subgroup C (lung perfusion with venous blood). In subgroups B and C, lung was perfused for 30 minutes, using preoperative mean pulmonary artery pressure (MPAP) as perfusion pressure, which was monitored through manometer. MPAP and pulmonary vascular resistance (PVR) were measured after coming off CPB using Swan-Ganz catheter. At preoperative time and 30 minutes after lung perfusion, specimens were taken from the right ventricular myocardium aiming to assess brain natriuretic peptide (BNP) and histologic pattern. Immunohistochemical and hematoxylin-eosin techniques were used to determine, respectively, BNP expression and inflammatory myocardial lesions. RESULTS: In animals submitted to controlled lung perfusion, there was a postoperative reduction of MPAP (P=0.03) and PVR (P=0.005).There was no differences among subgroups within the group, I (P=0.228) and subgroups within group II (P=0.325) as to postoperative BNP expression. There were no differences among subgroups with and without lung perfusion as to postoperative inflammatory lesions (P>0.05). CONCLUSION: Main pulmonary artery controlled perfusion for 30 minutes did not yield substantial modifications in BNP expression and histologic pattern of the right ventricular myocardium.

OBJETIVO: Avaliar se perfusão controlada do tronco pulmonar durante circulação extracorpórea (CEC) modifica os níveis de BNP expressos pelo miocárdio ventricular. MÉTODOS: Estudo experimental com 32 porcos, divididos em dois grupos de acordo com estratégia de CEC - grupo I (cardioplegia) e grupo II (coração batendo). Ambos os grupos foram alocados em três subgrupos, de acordo com a estratégia de perfusão pulmonar - subgrupo A (controle: sem perfusão pulmonar), subgrupo B (perfusão pulmonar com sangue arterial) e subgrupo C (perfusão com sangue venoso). Nos subgrupos B e C, pulmões foram perfundidos por 30 minutos, utilizando pressão arterial média pulmonar (PAPM) préoperatória como pressão de perfusão, a qual foi controlada com manômetro. PAPM e resistência vascular pulmonar (RVP) foram medidas após saída de CEC com cateter de Swan-Ganz. No período pré-operatório e após 30 minutos de perfusão pulmonar, fragmentos de miocárdio ventricular direito foram coletados para avaliar expressão de peptídeo natriurético cerebral (BNP) e padrão histológico tecidual. Técnicas de imunohistoquímica e hematoxilina-eosina foram utilizadas para determinar, respectivamente, expressão de BNP e lesões inflamatórias miocárdicas. RESULTADOS: Nos animais submetidos à perfusão controlada do tronco pulmonar, houve redução pós-operatória da PAPM (P=0,03) e da RVP (P=0,005). Não houve diferenças entre os subgrupos do grupo I (P=0,228) e subgrupos do grupo II (P=0,325) quanto à expressão pós-operatória de BNP. Não houve diferenças entre subgrupos com e sem perfusão pulmonar quanto à intensidade das lesões inflamatórias miocárdicas identificadas no pós-operatório (P>0,05). CONCLUSÃO: Perfusão controlada do tronco pulmonar por 30 minutos não foi suficiente para promover alterações substanciais na expressão de BNP e no padrão histológico miocárdico do ventrículo direito.
Palavra-chave Cardiopulmonary bypass
Perfusion
Pulmonary artery
Circulação extracorpórea
Perfusão
Artéria pulmonar
Idioma Português
Data de publicação 2010-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular. Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, v. 25, n. 4, p. 516-526, 2010.
ISSN 0102-7638 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Extensão 516-526
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382010000400016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000287384400016
SciELO S0102-76382010000400016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6050

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-76382010000400016.pdf
Tamanho: 216.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta