Análise perceptivo-auditiva e acústica da voz de indivíduos gagos

Análise perceptivo-auditiva e acústica da voz de indivíduos gagos

Título alternativo Vocal perceptual and acoustic analysis of stutterers
Autor Carrasco, Eliane Regina Google Scholar
Oliveira, Gisele Autor UNIFESP Google Scholar
Behlau, Mara Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Conselho Federal de Fonoaudiologia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: this study aims to assess vocal deviation in individuals with developmental stuttering. METHODS: 23 adults, 9 females and 14 males, with different degrees of stuttering (Yowa Severity Scale) mean age: 31.2 years, ranging from 23 to 45, took part in the study. Perceptual auditory analysis of vocal quality was assessed by means of GIRBAS scale, with the inclusion of extra features; selected acoustic parameters were extracted. RESULTS: vocal quality was deviated in 13% of sustained vowels samples; instability was the most prominent parameter (69.57% mild and 20% moderate deviation), followed by roughness (48.70% mild and 11.30% moderate). For connected speech, roughness was the most altered parameter (59.13% mild and 1.74% moderate), followed by inconsistent tension (46.08% mild and 3.49% moderate). The maximum phonation time measurements were variable both intra and inter-subjects. The spectrographic trace showed instability due to the presence of voice breaks (21.74%), sub-harmonics (30.43%), variable fundamental frequency (8.7%) and/or vocal quality (8.7%). Perturbation measures showed to be deviated, for both shimmer (91.30%) and jitter (34,78%). CONCLUSIONS: vocal deviations are mild in stutters, evidenced at the sustained vowel task, independently of the stuttering degree. Data suggest a phonatory system's neuromotor instability in stutters.

OBJETIVO: análise de desvios vocais em sujeitos com gagueira do desenvolvimento. MÉTODOS: participaram 23 sujeitos adultos, de ambos os sexos, com graus variados de gagueira, de acordo com a Escala de severidade de Yowa. Foi realizada análise perceptivo-auditiva da voz pela escala GIRBAS, com a inclusão de aspectos adicionais, além de análise acústica de parâmetros vocais e leitura espectrográfica. RESULTADOS: qualidade vocal alterada para 13% dos indivíduos, na vogal sustentada, com instabilidade (69,57% em grau leve e 20% em grau moderado) e rugosidade (48,70% em grau leve e 11,30% em grau moderado); alterações na normalidade na fala encadeada, com rugosidade (59,13% em grau leve e 1,74% em grau moderado) e tensão ocasional (46,08% em grau leve e 3,49% moderado). Foi encontrada grande inconsistência nos valores de tempo máximo de fonação intra-sujeito e elevada variabilidade inter-sujeitos. O padrão espectrográfico revelou instabilidade, tanto pela presença de quebra de sonoridade (21,74%), como pela presença de sub-harmônicos (30,43%), variabilidade da freqüência fundamental e qualidade vocal (8,7% para ambas). A análise dos parâmetros acústicos selecionados indicou alteração de shimmer (91,30%) e de jitter (34,78%). CONCLUSÕES: desvios vocais em gagos são discretos, mas evidenciados na tarefa de vogal sustentada, sem relação com o grau de gagueira. As alterações são sugestivas de instabilidade neuromotora no sistema fonoarticulatório.
Palavra-chave Voice
Stuttering
Speech Acoustics
Phonation
Auditory Perception
Voz
Gagueira
Acústica da Fala; Fonação
Percepção Auditiva
Idioma Português
Data de publicação 2010-12-01
Publicado em Revista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 12, n. 6, p. 925-935, 2010.
ISSN 1516-1846 (Sherpa/Romeo)
Publicador CEFAC Saúde e Educação
Extensão 925-935
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462010005000058
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-18462010000600003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6027

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-18462010000600003.pdf
Tamanho: 258.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta