Morfina: aspectos biofarmacêuticos e de farmacovigilância

Show simple item record

dc.contributor.advisor Duque, Marcelo Dutra [UNIFESP]
dc.contributor.author Cunha, Paloma Santos [UNIFESP]
dc.coverage.spatial Diadema pt_BR
dc.date.accessioned 2021-02-22T18:38:22Z
dc.date.available 2021-02-22T18:38:22Z
dc.date.issued 2021-02-12
dc.identifier.uri https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/60157
dc.description.abstract A morfina é conhecida por ser o fármaco de escolha para o tratamento de dor aguda moderada e severa, principalmente quando se trata da dor oncológica. Este fármaco, um análogo opioide, possui um alto poder de analgesia devido ao seu mecanismo de ação no sistema nervoso central (SNC). Por meio de uma revisão bibliográfica, o objetivo, na presente monografia, foi apresentar as características biofarmacêuticas da morfina, que são primordiais para a compreensão dos aspectos farmacocinéticos e farmacodinâmicos deste fármaco. Além disso, foram abordadas as formas de apresentação da morfina que estão disponíveis no mercado nacional atualmente, bem como as diferenças existentes entre elas. Também foi feita uma contextualização da farmacovigilância aplicada sobre a classe de medicamentos da qual a morfina faz parte, os opioides. Desta maneira, foi possível trazer informações sobre os benefícios de um fármaco tão potente como a morfina, bem como os riscos inerentes a ele, sendo o principal deles, a depressão respiratória. Sendo assim, os aspectos físico-químicos e a classificação biofarmacêutica da morfina foram discutidos de forma a atingir os objetivos acima descritos, bem como todo o processo de absorção, metabolização, distribuição e eliminação do fármaco do organismo. Foram também discutidos os eventos adversos que este fármaco pode causar, visando atender as suas indicações e contraindicações. Dessa forma, concluiu-se que atualmente a morfina ainda é muito utilizada na clínica, mesmo com o advento de novos analgésicos opioides. Por fim, inferiu-se que portarias e diretrizes normativas são essenciais para que a dispensação e prescrição desse medicamento seja feita de forma controlada e segura, visando o bem-estar do paciente e da comunidade que o cerca, por meio de sua farmacovigilância. pt_BR
dc.description.sponsorship Não recebi financiamento pt_BR
dc.format.extent 38 f. pt_BR
dc.language por pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo pt_BR
dc.rights Acesso aberto pt_BR
dc.subject Morfina pt_BR
dc.subject Opioide pt_BR
dc.subject Dor pt_BR
dc.subject Efeito adverso pt_BR
dc.subject Farmacovigilância pt_BR
dc.subject Morphine en
dc.subject Opioid en
dc.subject Pain en
dc.subject Adverse effect en
dc.subject Pharmacovigilance en
dc.title Morfina: aspectos biofarmacêuticos e de farmacovigilância pt_BR
dc.type Trabalho de conclusão de curso de graduação pt_BR
unifesp.campus Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF) pt_BR
unifesp.graduateProgram Não se aplica pt_BR
unifesp.knowledgeArea Outra pt_BR
dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/2205629648227494 pt_BR
dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/7085580900560038 pt_BR
unifesp.departamento Não se aplica pt_BR
unifesp.assessoresproreitorias Não se aplica pt_BR
unifesp.graduacao Farmácia pt_BR
unifesp.especializacao Não se aplica pt_BR



File

Name: TCC_Paloma Sant ... Após Defesa_22Fev2021.pdf
Size: 2.257Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account