Glaucoma anterior chamber morphometry based on optical Scheimpflug images

Glaucoma anterior chamber morphometry based on optical Scheimpflug images

Título alternativo Morfometria da câmara anterior no glaucoma avaliada pelas imagens de Scheimpflug
Autor Alonso, Ruiz Simonato Google Scholar
Ambrósio Junior, Renato Google Scholar
Paranhos Junior, Augusto Autor UNIFESP Google Scholar
Sakata, Lisandro Massanori Autor UNIFESP Google Scholar
Ventura, Marcelo Palis Google Scholar
Instituição Universidade Federal Fluminense Department of Ophthalmology
Instituto de Olhos Ambrósio Department of Ophthalmology
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Purpose: To compare the performance of gonioscopy and noncontact morphometry with anterior chamber tomography (High Resolution Pentacam - HR) using optical Scheimpflug images in the evaluation of the anterior chamber angle (ACA). Methods: Transversal study. 112 eyes from 74 subjects evaluated at the Glaucoma Department, Fluminense Federal University, underwent gonioscopy and Pentacam HR. Using gonioscopy, the ACA was graded using the Shaffer Classification (SC) by a single experienced examiner masked to the Pentacam HR findings. Narrow angle was determined in eyes in which the posterior trabecular meshwork could not be seen in two or more quadrants on non-indentation gonioscopy (SC Grade 2 or less). Pentacam HR images of the nasal and temporal quadrants were evaluated by custom software to automatically obtain anterior chamber measurements, such as: anterior chamber angle (ACA), anterior chamber volume (ACV) and anterior chamber depth (ACD). Results: Based on gonioscopy results, 74 (60.07%) eyes of patients classified as open-angle (SC 3 and 4) and 38 (33.93%) eyes of patients classified as narrow-angle (SC 1 and 2). Noncontact morphometry with Scheimpflug images revealed a mean ACA of 39.20 ± 5.31 degrees for open-angle and 21.18 ± 7.98 degrees for narrow-angle. The open-angle group showed significant greater ACV and ACD values when compared to narrow-angle group (ACV of 193 ± 36 mm³ vs. 90 ± 25 mm³, respectively, p<0.001; and ACD of 3,09 ± 0,42 mm vs. 1,55 ± 0,64 mm, respectively, p<0.0001.). In screening eyes with open-angle and narrow-angle with the Pentacam ACA of 20º (SC Grade 2) using the ROC curves, the analysis showed 52.6% of sensitivity and 100% of specificity. Conclusions: The Pentacam showed ability in detecting eyes at risk for angle closure analyzing ACV and ACD.

Objetivo: Comparar os resultados da gonioscopia com as medidas morfométricas do segmento anterior obtidas pela tomografia (Pentacam High Resolution - HR), utilizando imagens ópticas de Scheimpflug na avaliação do ângulo da câmara anterior (ACA). Métodos: Realizado estudo transversal com avaliação de 112 olhos de 74 pacientes avaliados no Setor de Glaucoma da Universidade Federal Fluminense, submetidos ao exame da gonioscopia e do Pentacam HR. Na gonioscopia o ACA foi classificado utilizando a Classificação de Shaffer (SC), realizado por um único examinador experiente, e seus resultados foram comparados às medidas do Pentacam HR. Ângulos estreitos foram classificados nos olhos em que a malha posterior trabecular não foi observada em dois ou mais quadrantes na gonioscopia tradicional (SC Grau 2 ou menor). As imagens dos quadrantes nasal e temporal obtidas pelo Pentacam HR foram avaliadas por um software personalizado que obtêm automaticamente as seguintes medidas da câmara anterior: ângulo da câmara anterior (ACA), volume da câmara anterior (ACV) e profundidade da câmara anterior (ACD). Resultados: Com base nos resultados gonioscopia, 74 (60,07%) olhos foram classificados como ângulo aberto (SC 3 e 4) e 38 (33,93%) olhos foram classificados como ângulo estreito (SC 1 e 2). A morfometria de não contato com as imagens Scheimpflug revelou uma média de ACA 39,20 ± 5,31 graus nos ângulos abertos e 21,18 ± 7,98 graus nos ângulos estreitos. O grupo classificado como ângulo aberto mostrou medidas significativamente maiores de ACV e ACD quando comparado ao grupo de ângulo estreito (ACV de 193 ± 36 mm³ vs 90 ± 25 mm³, respectivamente, p <0,001 e ACD de 3,09 ± 0,42 mm vs 1,55 ± 0,64 mm, respectivamente, p<0,0001). Na diferenciação dos olhos com ângulo aberto e olhos com ângulo estreito no Pentacam, a análise das curvas ROC demonstraram que na medida de 20º (SC Grau 2) resultaram em 52,6% de sensibilidade em 100% de especificidade. Conclusões: O Pentacam HR mostrou habilidade em detectar os olhos com risco de fechamento angular na analise do ACV e do ACD.
Palavra-chave Anterior chamber
Cornea
Gonioscopy
Image Processing, computer-assisted
Câmara anterior
Córnea
Gonioscopia
Processamento de imagem assistida por computador
Idioma Inglês
Data de publicação 2010-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 73, n. 6, p. 497-500, 2010.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 497-500
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492010000600005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492010000600005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6014

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492010000600005.pdf
Tamanho: 112.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta