Notificação imprecisa da ingestão energética na dieta de adolescentes

Notificação imprecisa da ingestão energética na dieta de adolescentes

Título alternativo Misreporting of dietary energy intake in adolescents
Autor Santos, Luana C. dos Google Scholar
Pascoal, Mariana N. Google Scholar
Fisberg, Mauro Autor UNIFESP Google Scholar
Cintra, Isa de Pádua Autor UNIFESP Google Scholar
Martini, Lígia A. Google Scholar
Instituição Universidade Federal de Minas Gerais Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo OBJECTIVES: To examine the prevalence of under and overreporting of energy intake in adolescents and their associated factors. METHODS: Cross-sectional study with 96 postpubertal adolescents (47 normal-weight and 49 obese), mean age of 16.6±1.3 years. Weight and height were measured, and body mass index was calculated. Body composition was assessed by dual energy X-ray absorptiometry. Dietary intake was evaluated by a 3-day dietary record. Biochemical assessment was performed (serum total cholesterol, LDL-cholesterol, HDL-cholesterol, plasma glucose, and insulin). Underreporters reported energy intake < 1.35 x basal metabolic rate (BMR), whereas overreporters reported energy intake > 2.4 x BMR. RESULTS: Energy intake misreporting (under or overreporting) was identified in 65.6% of adolescents (64.6 and 1% of under and overreporting, respectively). Obese adolescents were 5.0 times more likely to underreport energy intake (95%CI 2.0-12.7) than normal-weight participants. Underreporters showed higher rates of insufficient intake of carbohydrate (19.3 vs. 12.1%, p = 0.046) and lipids (11.3 vs. 0%, p < 0.001) than plausible reporters. Cholesterol intake was also lower in underreporters (p = 0.017). There were no significant differences in body composition and biochemical parameters in relation to misreporting. CONCLUSIONS: The results obtained demonstrated a high percentage of misreporting of energy intake among adolescents, especially among obese subjects, which suggests that energy-adjusted nutrient intake values should be employed in diet-disease risk analysis in order to contribute to a reduction in errors associated with misreporting.

OBJETIVOS: Examinar a prevalência da sub e supernotificação da ingestão energética em adolescentes e seus fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com 96 adolescentes na pós-puberdade (47 com peso normal e 49 obesos), com idade média de 16,6±1,3 anos. Peso e altura foram medidos e o índice de massa corporal foi calculado. A composição corporal foi avaliada através de absorciometria por raios X de dupla energia. A ingestão de alimentos foi avaliada por meio de um registro alimentar de 3 dias. Realizou-se uma avaliação bioquímica (níveis séricos de colesterol total, LDL, HDL, glicose plasmática e insulina). Os subnotificadores relataram uma ingestão energética < 1,35 x taxa metabólica basal (TMB), enquanto os supernotificadores relataram uma ingestão energética > 2,4 x TMB. RESULTADOS: Notificação imprecisa (sub ou supernotificação) da ingestão energética foi identificada em 65,6% dos adolescentes (64,6 e 1% de sub e supernotificação, respectivamente). Os adolescentes obesos apresentaram 5.0 vezes mais chances de subnotificar a ingestão energética (IC95% 2,0-12,7) do que os participantes com peso normal. Os subnotificadores apresentaram taxas mais altas de ingestão insuficiente de carboidratos (19,3 versus 12,1%, p = 0,046) e de lipídios (11,3 versus 0%, p < 0,001) do que os notificadores plausíveis. A ingestão de colesterol também foi mais baixa entre os subnotificadores (p = 0,017). Não houve diferenças significativas na composição corporal e nos parâmetros bioquímicos em relação à notificação imprecisa. CONCLUSÕES: Os resultados obtidos demonstraram alta porcentagem de notificação imprecisa da ingestão energética entre adolescentes, principalmente entre os obesos, o que sugere que os valores de consumo de nutrientes ajustado para o consumo de energia deveriam ser empregados na análise de risco da relação dieta-doença a fim de contribuir para a redução de erros associados à notificação imprecisa.
Palavra-chave Adolescents
dietary assessment
energy intake
misreporting
underreporting
Adolescentes
avaliação dietética
ingestão energética
notificação imprecisa
subnotificação
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2010-10-01
Publicado em Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 86, n. 5, p. 400-404, 2010.
ISSN 0021-7557 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Pediatria
Extensão 400-404
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572010000500008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000284241400008
SciELO S0021-75572010000500008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5990

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0021-75572010000500008.pdf
Tamanho: 201.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta