Prognostic factors predicting a fatal outcome in HIV-negative children with neurotuberculosis

Prognostic factors predicting a fatal outcome in HIV-negative children with neurotuberculosis

Título alternativo Fatores prognósticos de letalidade da neurotuberculose em crianças HIV-negativas
Autor Rodrigues, Murilo Gimenes Autor UNIFESP Google Scholar
Lin, Jaime Autor UNIFESP Google Scholar
Masruha, Marcelo Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Vilanova, Luiz Celso Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Minett, Thaís Soares Cianciarullo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To identify prognostic factors predicting a fatal outcome in HIV-negative children with neurotuberculosis based on clinical, epidemiological, and laboratory findings. METHOD: The clinical records of all in-patients diagnosed with neurotuberculosis from 1982 to 2005 were evaluated retrospectively. The following prognostic parameters were examined: gender, age, close contact with a tuberculosis-infected individual, vaccination for bacillus Calmette-Guérin, purified protein derivative (PPD) of tuberculin results, concomitant miliary tuberculosis, seizures, CSF results, and hydrocephalus. RESULTS: One hundred forty-one patients diagnosed with neurotuberculosis were included. Seventeen percent of the cases resulted in death. The factors that were correlated with a negative outcome included lack of contact with a tuberculosis-infected individual, negative PPD reaction, coma, and longer hospitalisation time. A multiple logistic regression analysis was performed to identify which of these factors most often resulted in death. CONCLUSION: Coma at diagnosis, lack of tuberculosis contact, and a non-reactive PPD were the most important predictors of fatality in patients with neurotuberculosis

OBJETIVO: Identificar elementos prognósticos para a letalidade da neurotuberculose na criança, a partir das manifestações clínicas, dados epidemiológicos e laboratoriais. MÉTODO: Registros de pacientes internados durante o período de 1982 a 2005 foram retrospectivamente avaliados. Os elementos prognósticos considerados foram: sexo, idade, história de contato íntimo com indivíduo com tuberculose, vacinação com o bacilo de Calmette-Guérin (BCG), teste tuberculínico (PPD), concomitância de tuberculose miliar, convulsões, resultados da análise do LCR e presença de hidrocefalia. RESULTADOS: 141 pacientes com diagnóstico de neurotuberculose foram incluídos. Dezessete por cento dos pacientes foram a óbito. Os fatores associados ao óbito foram história negativa de contágio, ausência de reatividade ao teste de PPD, coma e tempo de internação prolongado. Análise por regressão logística múltipla foi usada para investigar as relações entre os elementos prognósticos e o desfecho óbito. CONCLUSÃO: Os fatores prognósticos na previsão de óbito nos pacientes com neurotuberculose foram a presença de coma no momento do diagnóstico, a ausência de história de contágio e a ausência de reação ao PPD
Palavra-chave tuberculosis
meningitis
central nervous system
prognosis
child
tuberculose
meningite
sistema nervoso central
prognóstico
crianças
Idioma Inglês
Data de publicação 2010-10-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 68, n. 5, p. 755-760, 2010.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 755-760
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2010000500015
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2010000500015 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5987

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2010000500015.pdf
Tamanho: 145.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta