Início precoce versus tardio de movimentação livre de membros superiores no pós-operatório de câncer de mama e reconstrução imediata: impacto na recuperação cinético-funcional e nas complicações cicatriciais

Início precoce versus tardio de movimentação livre de membros superiores no pós-operatório de câncer de mama e reconstrução imediata: impacto na recuperação cinético-funcional e nas complicações cicatriciais

Author Rizzi, Samantha Karlla Lopes De Almeida Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Facina, Gil Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Ginecologia)
Abstract Introduction: Physical therapy is important for prevention of motor and functional complications after breast cancer surgery, especially when started early, with restoration of motor function and improvement of patients' quality of life. However, there is no prospective randomized study on different physiotherapeutic treatments in patients undergoing mastectomy and immediate alloplastic reconstruction. Objectives: To evaluate the impact of upper limb free exercise released 15 or 30 days after surgery on shoulder range of motion (ROM), pain and limb function; on the incidence of dehiscence, seroma, infection and necrosis; and in need of reoperations of patients after mastectomy and immediate reconstruction with alloplastic material. Methods: Sixty women after mastectomy for breast cancer surgery were included in a randomized controlled trial. They underwent preoperative evaluations and 07, 15, 30, 60 and 90 days after surgery. They started exercises, with shoulder range of motion limited to 90º, the day after surgery and were instructed to perform at home. After two weeks, they were randomized into two groups of 30 patients: “Free Amplitude Group” - release of shoulder joint amplitude at the pain limit or until the surgical edges were detached, and “Limited Amplitude Group” - maintenance of shoulder movement restriction at 90º until 30 days after the surgery, at which time they were also released to free range exercises. Results: Patients with free upper limb exercise release after 15 days of surgery had less pain, greater shoulder amplitude and better upper limb function, compared to those who had restricted movement at 90º for 30 days, with no increased incidence or prevalence of postoperative scarring complications, and without interference with the need for reoperations . Conclusion: Postoperative protocol with free shoulder ROM released after 15 days of surgery is safe and beneficial for kinetic-functional recovery and pain control of patients after mastectomy and immediate reconstruction with alloplastic material for breast cancer.

Introdução: A fisioterapia desempenha papel importante na prevenção de complicações motoras e funcionais no período pós-operatório de câncer de mama, principalmente quando iniciada precocemente, com restabelecimento da função motora e melhora da qualidade de vida das pacientes. Não existe, no entanto, estudo prospectivo randomizado sobre diferentes abordagens fisioterapêuticas em pacientes submetidas à mastectomia e reconstrução aloplástica imediata. Objetivos: Avaliar o impacto da liberação de exercícios em amplitude livre de membros superiores, 15 ou 30 dias após a cirurgia, na amplitude de movimento (ADM) de ombro, dor e função de membros superiores; na incidência de deiscência, seroma, infecção e necrose, e na necessidade de reoperações de pacientes pós-mastectomia e reconstrução imediata com material aloplástico. Metodologia: Sessenta mulheres pós-mastectomia por câncer de mama foram incluídas em ensaio clínico randomizado. Passaram por avaliações no pré-operatório e 07, 15, 30, 60 e 90 dias após a cirurgia. Iniciaram exercícios limitados a 90º de ADM de ombro, no dia seguinte à cirurgia, conforme orientação verbal. Após 15 dias foram randomizadas em dois grupos de 30 pacientes: Grupo Amplitude Livre – liberação de amplitude articular de ombro no limite da dor ou até sentir afastamento de bordas cirúrgicas e Grupo Amplitude Limitada – manutenção de restrição de movimentos de ombro a 90º até 30 dias da cirurgia, momento no qual também foram liberadas para exercícios em amplitude livre. Resultados: Pacientes com liberação de exercícios de membros superiores livres após 15 dias de cirurgia tiveram menos dor, maior amplitude de ombro e melhor função de membros superiores, em comparação às que ficaram com movimento restrito à 90 graus por 30 dias, sem aumento de incidência e prevalência de complicações cicatriciais pós-operatórias, e sem interferência na necessidade de reoperações. Conclusão: protocolo pós-operatório com liberação de ADM de ombro livre após 15 dias da cirurgia é seguro e benéfico para recuperação cinético-funcional e controle álgico das pacientes em pós-operatório de mastectomia e reconstrução imediata com material aloplástico.
Keywords Breast Neoplasms
Breast Implantation
Exercise Therapy
Surgical Wound Dehiscence
Neoplasias Da Mama
Implante Mamário
Terapia Por Exercício
Deiscência De Ferida Operatória
Language Portuguese
Date 2019-11-26
Research area Impacto De Medidas Comportamentais, Questionários,Atividade Física, Suporte Psicológico, Terapêuticas Clínicas, Cirúrgicas E Fisioterápicas Na Qualidade De Vida E Na Reabilitação
Knowledge area Ginecologia/Mastologia
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 101 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7999636
Access rights Open access Open Access
Type Thesis
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59697

Show full item record




File

Name: SAMANTHA KARLLA LOPES DE ALMEIDA RIZZI.pdf
Size: 3.452Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account