Impacto da terapia interdisciplinar no ambiente familiar de mulheres obesas

Show simple item record

dc.contributor.advisor Caranti, Danielle Arisa [UNIFESP]
dc.contributor.author Teixeira, Suzana Maria Rossi [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2021-01-19T16:34:09Z
dc.date.available 2021-01-19T16:34:09Z
dc.date.issued 2019-08-16
dc.identifier https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=8531790 pt
dc.identifier.uri https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59631
dc.description.abstract Introduction: Obesity is a chronic, multifactorial and inflammatory disease. It is associated with a wide variety of health problems, such as dyslipidemia, hypertension, diabetes, metabolic syndrome, depression and cardiovascular diseases. Obesity is caused by a complex association of physiological, metabolic, behavioral and social factors, reflecting the interaction between environmental factors and genetic predisposition. According to World Health Organization, obesity is one of the biggest public health problems in the world, affecting children, adolescents and adults. In this context, public agencies and the scientific society research strategies to combat this disease and its consequences. Objective: To evaluate the impact of interdisciplinary therapy on the family environment of obese women. Methods: The sample was composed of women between 20 and 45 years old, selected after interview. These women participated of a semi-presential interdisciplinary therapy program during 20 weeks. Assessments were performed before and after the interventions. Anthropometric variables, body composition and level of physical activity were measured. Statistical analysis was performed using the statistical program SPSS Statistic, version 17.0. Shapiro-Wilk test was performed to verify the normality of the variables. To evaluate the effect of therapy, the One-Way ANOVA test was used. According to the distribution of samples, parametric or nonparametric, Pearson or Spearman test was used to verify the existence of correlation between the variables. P < 0.05 was considered significant. Results: Data analysis showed a significant improvement in systolic blood pressure, physical activity level and decreased sitting time. The influence of therapy on the environment was not enough to prove the study hypothesis. Conclusion: Family engagement can be a strategy for improve the adherence to a behavior change program. More comprehensive studies are needed to enhance family knowledge, in view to create effective strategies in treating obesity. Interventions that included two or more overweight and/or obese family members could produce more significant results. en
dc.description.abstract Introdução: A obesidade é uma doença crônica, multifatorial de caráter inflamatório e progressivo. Está associada ao avanço de várias outras doenças como dislipidemias, hipertensão arterial, diabetes, síndrome metabólica, depressão e doenças cardíacas. A obesidade é ocasionada por uma complexa associação de fatores fisiológicos, metabólicos, comportamentais e sociais, sendo reflexo da interação entre fatores ambientais e certa predisposição genética. Segundo os dados da Organização Mundial de Saúde, a obesidade é um dos maiores problemas de saúde pública no mundo, afetando crianças, adolescentes e adultos. Nesse contexto, os órgãos públicos e a sociedade científica buscam ferramentas para combater a doença e seus desdobramentos. Objetivo: Verificar o impacto da terapia interdisciplinar no ambiente familiar de mulheres obesas. Métodos: A amostra foi composta por mulheres na faixa de 20 a 45 anos, selecionadas após entrevista. As mulheres selecionadas foram submetidas a um programa de terapia interdisciplinar semipresencial durante 20 semanas. As avaliações foram realizadas antes e após as intervenções, em que as variáveis antropométricas, composição corporal e o nível de atividade física foram mensuradas. Para a análise estatística foi utilizado o pacote estatístico SPSS S, versão 17.0. Foi realizado o teste de ShapiroWilk para verificação de normalidade das variáveis. Para avaliar o efeito da terapia foi utilizado o teste ANOVA One-Way. Também de acordo com a distribuição das amostras, paramétricas ou não-paramétricas, foi utilizado o teste adequado, Pearson ou Spearman, para verificar a existência de correlação entre as variáveis. O nível de significância foi pré-estabelecido em 5%. Resultados: A análise dos dados apresentou melhora significativa na pressão arterial sistólica, no nível de atividade física e na diminuição do tempo sentado. A influência da terapia sobre o ambiente não foi suficiente para provar a hipótese do estudo. Conclusão: O engajamento familiar pode ser uma estratégia de melhor adesão a um programa de mudança de comportamento. Intervenções que agreguem dois ou mais membros da família com sobrepeso e obesidade possam talvez produzir resultados mais significativos. pt
dc.format.extent 65 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Obesity en
dc.subject Interdisciplinary Therapy en
dc.subject Health en
dc.subject Obesidade pt
dc.subject Terapia Interdisciplinar pt
dc.subject Saúde pt
dc.title Impacto da terapia interdisciplinar no ambiente familiar de mulheres obesas pt
dc.type Dissertação de mestrado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.description.source Dados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2019)
unifesp.campus Baixada Santista, Instituto de Saúde e Sociedade pt
unifesp.graduateProgram Interdisciplinar em Ciências da Saúde pt
unifesp.knowledgeArea Promoção, Prevenção E Reabilitação Em Saúde pt
unifesp.researchArea Estratégias Interdisciplinares Em Promoção, Prevenção E Reabilitação pt
dc.audience.educationlevel Mestrado



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account