Serviços de emergência psiquiátrica e suas relações com a rede de saúde mental Brasileira

Serviços de emergência psiquiátrica e suas relações com a rede de saúde mental Brasileira

Título alternativo Psychiatric emergency services and their relationships with mental health network in Brazil
Autor Barros, Régis Eric Maia Google Scholar
Tung, Teng Chei Google Scholar
Mari, Jair de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
King's College London Instituto de Psiquiatria Health Service and Population Research Department
Resumo OBJECTIVE: To review the literature concerning the role and the inclusion of emergency psychiatric services in mental health networks. METHOD: We performed a search in online databases (PubMed and SciELO) of empirical articles and reviews about emergency psychiatric services and networks of mental health services. RESULTS: Emergency psychiatric services are a core unit for a proper functioning of mental health networks, by both the management of emergencies itself, and the regulation of the network where it belongs. The emergency psychiatric services relate to all inpatient and outpatient services, allowing the organization of the flow of admissions and avoiding the overload of the network of mental health.The functions of emergency psychiatric services are broad and go beyond the simple referral for hospitalization, since clinical stabilization and psychosocial support can be reached in well structured emergency psychiatric services. In Brazil, these functions were expanded after the mental health reform and the burden of mental health network caused by difficulties and limitations of inpatient and outpatient services. CONCLUSION: Emergency psychiatric services should be recovered and expanded; especially those located in general hospitals. It is suggested that investment in psychiatric emergencies should be a priority of the Brazilian public health policies for improving the mental health care.

OBJETIVO: Revisão de dados da literatura relativos ao papel e à inserção de serviços de emergências psiquiátricas em redes de saúde mental. MÉTODO: Foi realizada uma busca em banco de dados (PubMed e SciELO) de artigos empíricos e revisões sobre serviços de emergências psiquiátricas e rede de serviços de saúde mental. RESULTADOS: Serviços de emergências psiquiátricas constituem unidade central para o funcionamento adequado de redes de saúde mental, tanto pelo manejo de situações de emergências, como pela regulação da rede em que se insere. Os serviços de emergências psiquiátricas relacionam-se com todos os serviços hospitalares e extra-hospitalares, possibilitando a organização do fluxo das internações e evitando sobrecarga da rede de saúde mental. As funções dos serviços de emergências psiquiátricas são amplas e extrapolam o simples encaminhamento para internação integral, pois estabilização clínica e suporte psicossocial podem ser alcançados em serviços de emergências psiquiátricas bem estruturados. No Brasil, estas funções foram ampliadas após a Reforma da Assistência à Saúde Mental e a sobrecarga das redes de saúde mental provocadas pelas dificuldades e limitações dos serviços hospitalares e extra-hospitalares. CONCLUSÃO: Serviços de emergências psiquiátricas devem ser valorizados e ampliados, principalmente aqueles localizados em hospitais gerais. Recomenda-se que o investimento em emergências psiquiátricas seja prioridade das políticas de saúde pública brasileiras para o aprimoramento da atenção na saúde mental
Palavra-chave Emergency services, psychiatric
Mental health services
Community psychiatry
Psychiatric department, hospital
Serviços de emergência psiquiátrica
Serviços de saúde mental
Psiquiatria comunitária
Unidade hospitalar de psiquiatria
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2010-10-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 32, p. S71-S77, 2010.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão S71-S77
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462010000600003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000284200500003
SciELO S1516-44462010000600003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5950

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44462010000600003.pdf
Tamanho: 846.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta