Wavefront-guided refractive surgery results of training-surgeons

Wavefront-guided refractive surgery results of training-surgeons

Título alternativo Resultados das cirurgias refrativas guiadas por frentes de ondas de cirurgiões em treinamento
Autor Stillitano, Iane Autor UNIFESP Google Scholar
Yamazaki, Ester Autor UNIFESP Google Scholar
Melo Jr, Luiz Alberto Autor UNIFESP Google Scholar
Bottos, Juliana Autor UNIFESP Google Scholar
Campos, Mauro Silveira de Queiroz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To assess clinical outcomes and changes on higher-order aberrations (HOA) after wavefront-guided laser in situ keratomileusis (LASIK) and photorefractive keratectomy (PRK) for correction of myopia and myopic astigmatism performed by training-surgeons. METHODS: One hundred and seventy patients had customized LASIK (207 eyes) and PRK (103 eyes) performed by surgeons in-training using the LADARVision 4000 (Alcon, Fort Worth, TX). Preoperative and 1, 3, 6 and 12 months postoperative data of spherical equivalent (SE), best spectacle-corrected visual acuity (BSCVA) and uncorrected visual acuity (UCVA) were analysed. Wavefront changes were determined using the LADARWave Hartmann-Shack wavefront aberrometer and the pupil size was scaled for 6.5 mm. RESULTS: The mean SE in the LASIK group was -3.04 ±1.07 D and in the PRK group was -1.60 ± 0.59 D. At 1-year follow-up, (80.6%) (LASIK) and (66.7%) (PRK) were within ± 0.50 D of the intended refraction. The UCVA was 20/20 or better in (58.1%) (LASIK) and (66.7%) (PRK) of the operated eyes. A statistically significant positive correlation was found between achieved versus attempted refractive correction in both groups: LASIK (r=0.975, P<0.0005) and PRK (r=0.943, P<0.005). The higher-order aberrations (HO) RMS and coma did not changed signicantly in the PRK group between preoperative and 1-year follow-up. In the LASIK group the HO RMS and coma changed between preoperative and 1-month postoperative but remained statistically unchanged during 1-year follow-up. The spherical aberration showed statistically significant changes in both groups. CONCLUSIONS: Wavefront-guided LASIK and photorefractive keratectomy performed by training-surgeons were found to be similarly effective, predictable and stable.

OBJETIVO: Avaliar os resultados clínicos e mudanças nas aberrações de alta-ordem (HOA), após ceratomileuse assistida por excimer laser in situ (LASIK) e ceratectomia fotorrefrativa (PRK) guiados por frentes de onda para correção da miopia e astigmatismo miópico realizada por cirurgiões em treinamento. MÉTODOS: Estudo prospectivo de 170 pacientes submetidos a LASIK personalizado (207 olhos) e PRK (103 olhos) realizados por cirurgiões em treinamento utilizando o LADARVision 4000 (Alcon, Fort Worth, TX). Dados do equivalente esférico (SE), melhor acuidade visual corrigida (BSCVA) e acuidade visual não corrigida (UCVA) foram analisados no pré-operatório e com 1, 3, 6 e 12 meses de pós-operatório. As alterações de frentes de onda foram determinadas usando o aberrômetro Hartmann-Shack (LADARWave)e o tamanho da pupila foi determinado para 6,5 mm. RESULTADOS: A média do SE no grupo de LASIK foi -3,04 ± 1,07 D e no grupo de PRK foi -1,60 ± 0,59 D. No seguimento de um ano, (80,6%) (LASIK) e (66,7%) (PRK) estavam dentro de ± 0,50 D de equivalente esférico. A UCVA foi de 20/20, ou melhor, em (58,1%) (LASIK) e (66,7%) (PRK) dos olhos operados. Foi encontrada correlação positiva estatisticamente significante entre correção refrativa alcançada versus pretendida em ambos os grupos: LASIK (r=0,975, P<0,0005) e PRK (r=0,943, P<0,005). O HO RMS e coma não alteraram significantemente no grupo PRK entre pré-operatório e após um ano de seguimento. No grupo de LASIK o HO RMS e o coma alteraram entre pré-operatório e 1º mês de pós-operatório, mas permaneceram estatisticamente inalterados durante um ano de seguimento. Houve alterações estatisticamente significantes da aberração esférica em ambos os grupos. CONCLUSÕES: O LASIK e o PRK guiados por frentes de onda, realizados por cirurgiões em treinamento, mostraram ser similarmente eficazes, previsíveis e estáveis.
Palavra-chave Keratomileusis, laser in situ
Photorefractive keratectomy
Myopia
Astigmatism
Laser, excimer
Refraction, ocular
Refractive surgical procedures
Visual acuity
Ophthalmology
Ceratomileuse assistida por excimer laser in situ
Ceratectomia fotorrefrativa
Miopia
Astigmatismo
Lasers de excimer
Refração ocular
Procedimentos cirurgicos refrativos
Acuidade visual
Oftalmologia
Idioma Inglês
Data de publicação 2010-08-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 73, n. 4, p. 323-328, 2010.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 323-328
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492010000400004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492010000400004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5888

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492010000400004.pdf
Tamanho: 563.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta