Interchangeability between Placido disc and Scheimpflug system: quantitative and qualitative analysis

Interchangeability between Placido disc and Scheimpflug system: quantitative and qualitative analysis

Título alternativo Permutabilidade entre o disco de Plácido e o sistema Scheimpflug: análise quantitativa e qualitativa
Autor Stefano, Vinícius Silbiger de Autor UNIFESP Google Scholar
Melo Junior, Luiz Alberto Soares Autor UNIFESP Google Scholar
Mallmann, Felipe Autor UNIFESP Google Scholar
Schor, Paulo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: Many systems try to replace Placido disc-based topographers, such as those based in Scheimpflug principles. The purpose of this study is to check if they are interchangeable. METHODS: Quantitative analysis evaluated data obtained from EyeSys and Pentacam, i.e. simulated keratometric values, in addition to flattest and steepest keratometric values. Sixty-three maps from each device (EyeSys scale=0.5 D; Pentacam scale= 0.25 D) were used for the comparison. Qualitative analysis selected 10 EyeSys and 15 Pentacam topographies used in the quantitative evaluation. Aspheric, keratoconus suspects (KS) and established keratoconus corneas were included. Four groups (children [CH], non-physicians adults [AD], residents in ophthalmology [OP] and refractive surgeons [RS]) were asked to match the topographies belonging to the same eye. RESULTS: Analysis showed that the parameters are correlated; however they are not clinically similar. In the qualitative analysis, the percent of correct matches increased when KS was removed. CH group was statistically different from every group in these comparisons. When only KS was considered, CH vs. OP, CH vs. RS and AD vs. RS remained statistically different. AD vs. OP showed no relevant difference in any comparison. CONCLUSIONS: The systems are not fully interchangeable, yet they are correlated. Practitioners who are adapting to Pentacam should use the 0.25 D scale maps and transform formulas that use EyeSys parameters. Only with persistent training may the topographies be properly matched; KS corneas are more difficult to be correctly paired.

OBJETIVO: Muitos sistemas tentam substituir os topógrafos baseados no disco de Plácido, como aqueles baseados nos princípios de Scheimpflug. O objetivo deste estudo é verificar se eles são intercambiáveis. MÉTODOS: A análise quantitativa avaliou dados obtidos através do EyeSys e do Pentacam, os valores de ceratometria simulada, além dos menores e maiores valores ceratométricos observados. Sessenta e três mapas de cada dispositivo (escala do EyeSys=0,5D; escala do Pentacam=0,25D) foram utilizados na comparação. Para a análise qualitativa, foram selecionadas 10 topografias do Pentacam e 15 do EyeSys. Córneas asféricas, suspeitas de ceratocone (KS) e com diagnóstico de ceratocone foram incluídas. Quatro grupos (crianças [CH], os adultos não-médicos [AD], residentes em oftalmologia [OP] e cirurgiões refrativos [RS]) foram convidados a corresponder as topografias pertencentes ao mesmo olho. RESULTADOS: As análises mostraram que os parâmetros estão correlacionados, no entanto, não são clinicamente similares. Na análise qualitativa, o porcentual de acertos aumentou quando KS foram removidas. O grupo CH foi estatisticamente diferente de qualquer outro grupo, nestas comparações. Quando somente KS foram consideradas, CH vs. OP, CH vs. RS e AD vs. RS manteve-se estatisticamente diferente. AD vs. OP não mostrou nenhuma diferença relevante em qualquer comparação. CONCLUSÕES: Os sistemas não são totalmente intercambiáveis, porém são correlacionados. Os profissionais que estão se adaptando ao Pentacam devem utilizar os mapas de escala 0,25 D e transformar fórmulas que usem parâmetros do EyeSys. Somente com treinamento persistente as topografias podem ser devidamente relacionadas; córneas KS são mais difíceis de ser pareadas corretamente.
Palavra-chave Corneal topography
Optometry
Refractive surgical procedures
Keratoconus
Cornea
Topografia da córnea
Optometria
Procedimentos cirúrgicos refrativos
Ceratocone
Córnea
Idioma Inglês
Data de publicação 2010-08-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 73, n. 4, p. 363-366, 2010.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 363-366
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492010000400013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000282878100013
SciELO S0004-27492010000400013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5887

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492010000400013.pdf
Tamanho: 286.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta