Patterns of induced abortion in urban area of Southeastern region, Brazil

Patterns of induced abortion in urban area of Southeastern region, Brazil

Título alternativo Padrões de aborto provocado na Grande São Paulo, Brasil
Autor Silva, Rebeca de Souza e Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To assess the behavior of induced abortion as a function of certain demographic variables, for the population of fertile women (15 to 49 years old) residing in the Vila Madalena subdistrict S. Paulo (Brazil). MATERIAL AND METHOD: Two population samples were selected. One sample, with 996 women, investigated the incidence of induced abortions during 1987, using the RRT. In the other, involving 1,004 women, the same information was detected through a conventional approach. In both samples, the induced abortion occurring during the reproductive life was recorded in direct fashion. Though this analysis refers only to information about past abortions, that is by 2,000 women -, it should be noted that it is exactly the RRT that lends credibility to the found or results given results. CONCLUSION: The analysis furnishes evidence showing that single women, young women between the ages of 15 and 19, women who have not had live births, women who have a number of children below the expected ideal, women who use contraceptive methods (especially inefficient ones) and women who do not have any restrictions as to abortion constitute the categories most inclined to resort to induced abortion. This grouping suggests the existence of interrelationships between categories, that is, each of these categories is probably composed primarily of the same women, those who are at the beginning of their reproductive lives.

OBJETIVO: Avaliar o comportamento do aborto provocado, segundo algumas variáveis sociodemográficas, para a população de mulheres em idade fértil (entre 15 e 49 anos de idade), residentes no subdistrito de Vila Madalena, São Paulo (Brasil). MATERIAL E MÉTODO: Foram selecionadas duas amostras populacionais. Uma delas, com 996 mulheres, foi destinada a investigar a incidência do aborto em 1987, recorrendo-se à TRA. Na outra, com 1.004 mulheres, a mesma informação foi coletada mediante abordagem direta. Em ambas as amostras foram coletadas as informações referentes à história genética das mulheres, apenas por abordagem direta. Embora a análise desenvolvida paute-se, unicamente, nesses eventos passados, é justamente a TRA que permite assegurar que as tendências detectadas são fidedignas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Foi possível se diagnosticar que as mulheres que mais recorrem à provocação de um aborto são as solteiras, as jovens entre 15 e 19 anos de idade, as que ainda não têm filhos, as que ainda não atingiram o número desejado de filhos, as que usam contraceptivos - sobretudo os não eficazes, e as que aceitam a prática do aborto provocado sem quaisquer restrições. Essas foram as que recorreram mais largamente a tal prática. Há fortes indícios de que os referidos grupos sejam, majoritariamente, constituído pelas mesmas mulheres: as que se encontram no início de suas vidas reprodutivas.
Palavra-chave Abortion
Adolescence
Aborto criminoso
Adolescência
Idioma Inglês
Data de publicação 1998-02-01
Publicado em SILVA, Rebeca de Souza e. Patterns of induced abortion in urban area of Southeastern region, Brazil. Rev. Saúde Pública, São Paulo , v. 32, n. 1, p. 7-17, fev. 1998
ISSN 0034-8910 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Extensão 7-17
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101998000100002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000073676400002
SciELO S0034-89101998000100002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/584

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-89101998000100002.pdf
Tamanho: 64.07KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta