A prescrição medicamentosa ambulatorial no internato: formação e prática

A prescrição medicamentosa ambulatorial no internato: formação e prática

Título alternativo Outpatient prescriptions by medical interns: training and practice
Autor Wanderley, Vicentina Esteves Google Scholar
Maia, José Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Vilela, Rosana Quintella Brandão Google Scholar
Instituição Universidade Federal de Alagoas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Appropriate medical prescription is extremely important for solving health problems. Given wides pread problems with medical prescriptions, the World Health Organization's objectives now include improving the teaching of pharmacotherapy in medical schools. Within this context, the current study analyzes outpatient prescriptions by medical interns at the Federal University in Alagoas, as well as the related training process. This was a cross-sectional and descriptive study including a document analysis of 133 drug prescriptions in simulated situations and 67 questionnaires. The study con cluded that the subject is not explicitly included in the formal medical school curriculum, and that the flaws identified were similar to those reported in the literature for medical school graduates. The students' conduct highlighted their concern with patient adherence, the priority in the use of generic drugs, product selection in keeping with patients' socioeconomic status, and interest and dedication in the prescription process. The study showed the relevance of proper teaching of drug prescription during undergraduate medical training.

A prescrição correta de medicamentos é tema de extrema relevância na resolutividade dos problemas da saúde. Frente às deficiências constatadas, a Organização Mundial da Saúde incluiu entre seus objetivos o aprimoramento do ensino da farmacoterapia para estudantes de Medicina. Neste contexto, o presente trabalho avalia a prescrição ambulatorial dos alunos do internato do curso de Medicina da Universidade Federal de Alagoas, bem como o processo de formação para a sua elaboração. Trata-se de um estudo transversal e descritivo, que realizou a análise documental de 133 prescrições de medica mentos em situações de simulação e de 67 questionários. Concluiu-se que o assunto não integra o cur rículo formal do curso de maneira explícita e que as deficiências detectadas com relação às prescrições são semelhantes às encontradas na literatura referentes a profissionais graduados. Nas condutas dos alunos, ressaltou-se a preocupação com a adesão ao tratamento, a prioridade dada ao uso de medica mentos genéricos, a seleção dos produtos de acordo com o nível socioeconômico dos pacientes, além do interesse e empenho na prescrição. Evidenciou-se a relevância do ensino da forma correta da prescrição medicamentosa na graduação médica.
Palavra-chave Education
Medical School
Pharmacotherapy
Medicine Prescriptions
Educação
Graduação em Medicina
Farmacoterapia
Prescrição de Medicamentos
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Educação Médica. Associação Brasileira de Educação Médica, v. 34, n. 2, p. 216-226, 2010.
ISSN 0100-5502 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Educação Médica
Extensão 216-226
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022010000200005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-55022010000200005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5823

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-55022010000200005.pdf
Tamanho: 137.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta