Efeitos da terapia combinada atorvastatina e clopidogrel na biodisponibilidade da estatina e na função plaquetária em pacientes com doença coronária estável

Efeitos da terapia combinada atorvastatina e clopidogrel na biodisponibilidade da estatina e na função plaquetária em pacientes com doença coronária estável

Título alternativo Effects of the atorvastatin and clopidogrel combination therapy on statin bioavailability and platelet function of patients with stable coronary disease
Autor Pinheiro, Luiz Fernando Muniz Autor UNIFESP Google Scholar
Izar, Maria Cristina de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Kasmas, Soraia Hani Autor UNIFESP Google Scholar
França, Carolina Nunes Autor UNIFESP Google Scholar
Fischer, Simone Cristina Matheus Autor UNIFESP Google Scholar
Barbosa, Simone Pinto de Melo Autor UNIFESP Google Scholar
Nucci, Gilberto de Google Scholar
Ilha, Jaime Google Scholar
Chen, Lu Chi Google Scholar
Carvalho, Antonio Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Póvoa, Rui Manuel dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Bianco, Henrique Tria Autor UNIFESP Google Scholar
Fonseca, Francisco Antonio Helfenstein Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Instituto Galeno
Resumo BACKGROUND: Atorvastatin 80 mg is recommended in patients with coronary artery disease to reduce cardiovascular events, however, there is controversy regarding the pharmacokinetic interactions between high doses of statins and the concomitant use of clopidogrel, since they share the same biotransformation pathway. This study evaluated the effects of the atorvastatin/clopidogrel combination therapy on the pharmacokinetics of statins and on platelet function of patients with stable coronary artery disease receiving chronic statins METHOD: Patients were admitted four times (V1 to V4) to a day-clinic. Statin was discontinued seven days (D) before the first admission. Patients then received atorvastatin 80 mg (D1 to D22) and clopidogrel 75 mg/day (D8 to D29). Fasting blood samples were obtained at all time points for lipid measurements, platelet function tests (cone and plate technique), and quantification of atorvastatin plasma levels (liquid chromatography and mass spectrometry) RESULTS: The discontinuation of statins for one week changed the lipid profile (P < 0.05 vs. baseline), with an early improvement of all lipid parameters after the administration of atorvastatin 80 mg (P < 0.005; V1 > V2, V3 and V4). Platelet adhesion was lower with clopidogrel alone (P = 0.003; V4 < V1, V2 and V3), whereas platelet aggregation values were lower following the atorvastatin/clopidogrel combination therapy or clopidogrel alone when compared to the other time points (P < 0.0001; V3 and V4 < V1 and V2). The use of clopidogrel did not affect atorvastatin serum levels CONCLUSION: High-dose atorvastatin did not affect platelet responses to clopidogrel, however the short-term statin discontinuation worsened the lipid profile and platelet function.

INTRODUÇÃO: Atorvastatina 80 mg é recomendada a pacientes portadores de doença coronária para redução de eventos cardiovasculares, havendo controvérsia sobre as interações farmacocinéticas entre doses elevadas das estatinas e uso concomitante de clopidogrel, por compartilharem a mesma via de biotransformação. Este estudo avaliou os efeitos da terapia combinada atorvastatina/clopidogrel na farmacocinética da estatina e função plaquetária em pacientes com doença coronária estável, sob uso crônico e efetivo de estatina MÉTODO: Os pacientes foram admitidos quatro vezes para internação (V1 a V4) em leito-dia. Sete dias (D) antes da primeira internação a estatina em uso foi suspensa. A seguir, receberam atorvastatina 80 mg (D1 a D22) e clopidogrel 75 mg/dia (D8 a D29). Em todas as V foram obtidas amostras de sangue em jejum para dosagens lipídicas, avaliação da função plaquetária (técnica da placa e cone) e quantificação dos níveis plasmáticos de atorvastatina (cromatografia líquida e espectrometria de massa) RESULTADOS: A suspensão por uma semana da estatina modificou o perfil lipídico (P < 0,05 vs. basal), ocorrendo rápida melhora de todas as frações lipídicas após atorvastatina 80 mg (P < 0,005; V1 > V2, V3 e V4). A adesão plaquetária foi menor com clopidogrel isolado (P = 0,003; V4 < V1, V2 e V3), enquanto para a agregação houve menor valor com tratamento combinado atorvastatina/clopidogrel ou clopidogrel isolado comparado aos demais períodos (P < 0,0001; V3 e V4 < V1 e V2). O clopidogrel não modificou as concentrações de atorvastatina CONCLUSÃO: Atorvastatina em alta dose não afetou as respostas plaquetárias ao clopidogrel; entretanto, curto período de suspensão da estatina piorou o perfil lipídico e a função plaquetária.
Palavra-chave Platelet aggregation
Pharmacokinetics
Cardiovascular diseases
Agregação plaquetária
Farmacocinética
Doenças cardiovasculares
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Cardiologia Invasiva. Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI, v. 18, n. 2, p. 185-192, 2010.
ISSN 2179-8397 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Extensão 185-192
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S2179-83972010000200013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S2179-83972010000200013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5803

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S2179-83972010000200013.pdf
Tamanho: 143.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta