Fatores predisponentes de desordem temporomandibular em crianças com 6 a 11 anos de idade ao início do tratamento ortodôntico

Fatores predisponentes de desordem temporomandibular em crianças com 6 a 11 anos de idade ao início do tratamento ortodôntico

Título alternativo Factors predisposing 6 to 11-year old children in the first stage of orthodontic treatment to temporomandibular disorders
Autor Loddi, Patrícia Porto Google Scholar
Miranda, André Luis Ribeiro de Autor UNIFESP Google Scholar
Vieira, Marilena Manno Autor UNIFESP Google Scholar
Chiari, Brasilia Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Goldenberg, Fernanda Cavicchioli Google Scholar
Mandetta, Savério Google Scholar
Instituição UMESP
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Metodista de São Paulo Faculdade de Odontologia
Resumo INTRODUCTION: The etiology of temporomandibular disorders (TMD's) is currently considered multifactorial, involving psychological factors, oral parafunctions, morphological and functional malocclusion. OBJECTIVES: In keeping with this reasoning, we evaluated children who seek preventive orthodontic treatment, to better understand their grievances and to assess the prevalence of TMD signs and symptoms in these patients. METHODS: Two examiners evaluated 65 children aged 6 to 11 years. RESULTS: In our sample, bruxism featured the highest prevalence rate, whereas atypical swallowing displayed the highest rate among predisposing factors. CONCLUSION: We therefore recommend that the evaluation of possible TMD signs and symptoms in children be adopted as routine in the initial clinical examination.

INTRODUÇÃO: atualmente, considera-se multifatorial a etiologia da desordem temporomandibular (DTM), na qual fatores psicológicos, parafunções orais, má oclusão morfológica e funcional constituem possíveis causas para o desenvolvimento dessa disfunção. OBJETIVO: avaliar as crianças que procuram por tratamento ortodôntico preventivo, visando compreender melhor suas queixas e avaliar a prevalência de sinais e sintomas de desordem temporomandibular. MÉTODOS: sessenta e cinco crianças, com idades variando entre 6 e 11 anos, foram avaliadas por dois examinadores. RESULTADOS: o bruxismo foi o sintoma que apresentou o maior índice de prevalência na amostra estudada e a deglutição atípica apresentou o maior índice dentre os fatores predisponentes. CONCLUSÃO: recomenda-se que a avaliação dos possíveis sinais e sintomas da DTM em crianças seja adotada como rotina durante o exame clínico inicial.
Palavra-chave Temporomandibular joint disorders
Temporomandibular Joint Dysfunction Syndrome
Epidemiology
Children
Transtornos da articulação temporomandibular
Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular
Epidemiologia
Crianças
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-01
Publicado em Dental Press Journal of Orthodontics. Dental Press International, v. 15, n. 3, p. 87-93, 2010.
ISSN 2176-9451 (Sherpa/Romeo)
Publicador Dental Press International
Extensão 87-93
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S2176-94512010000300011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S2176-94512010000300011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5781

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S2176-94512010000300011.pdf
Tamanho: 388.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta