O transplante cardíaco biatrial deve ainda ser realizado? Metanálise

O transplante cardíaco biatrial deve ainda ser realizado? Metanálise

Título alternativo Should biatrial heart transplantation still be performed? A Meta-analysis
Autor Locali, Rafael Fagionato Autor UNIFESP Google Scholar
Matsuoka, Priscila Katsumi Autor UNIFESP Google Scholar
Cherbo, Tiago Autor UNIFESP Google Scholar
Gabriel, Edmo Atique Autor UNIFESP Google Scholar
Buffolo, Enio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo As técnicas de transplante cardíaco bicaval e total apresentam melhores resultados que a biatrial, porém esta ainda é considerada o padrão-ouro. O objetivo é determinar se as técnicas de transplante cardíaco bicaval e total são, de fato, melhores que a técnica biatrial. Realizou-se a revisão sistemática com metanálise. Os estudos foram provenientes das bases de dados da Pubmed®, Lilacs®, Web of Science®, Scirus®, Scopus®, Google Acadêmico® e Scielo®, identificados por estratégia sensível. Elegeram-se, para a inclusão, estudos aleatórios e estudos prospectivos e retrospectivos controlados. Parâmetros intra e pós-operatórios foram avaliados. Foram identificados 11.602 estudos, e 36 foram incluídos na revisão. O número de arritmias atriais, insuficiência valvar tricúspide, mortalidade, eventos embólicos, volume de sangramento, necessidade de marcapasso temporário e permanente e o tempo de estada em unidade de terapia intensiva são significativamente menores nas técnicas bicaval e total do que na biatrial. Além disso, variáveis hemodinâmicas como a pressão capilar pulmonar, pressão média de artéria pulmonar e pressão de átrio direito são menores nos transplantes bicaval e total. Os transplantes cardíacos ortotópicos bicaval e total são melhores, em termos de prognóstico, que o biatrial. Portanto, a indicação da técnica biatrial para transplante deve ser a exceção e não a regra.
Palavra-chave Transplante cardíaco
insuficiência cardíaca
metanálise
estudos prospectivos
estudos retrospectivos
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 94, n. 6, p. 829-840, 2010.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 829-840
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2010000600018
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0066-782X2010000600018 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5780

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0066-782X2010000600018.pdf
Tamanho: 3.668MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta