O homem na atenção primária à saúde: discutindo (in)visibilidade a partir da perspectiva de gênero

O homem na atenção primária à saúde: discutindo (in)visibilidade a partir da perspectiva de gênero

Título alternativo Men in primary healthcare: discussing (in) visibility based on gender perspectives
El hombre en la atención primaria a la salud: discutiendo (in)visibilidad a partir de la perspectiva de género
Autor Couto, Márcia Thereza Autor UNIFESP Google Scholar
Pinheiro, Thiago Félix Google Scholar
Valença, Otávio Google Scholar
Machin, Rosana Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Geórgia Sibele Nogueira da Google Scholar
Gomes, Romeu Google Scholar
Schraiber, Lilia Blima Google Scholar
Figueiredo, Wagner dos Santos Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Conselho Regional de Medicina de Pernambuco
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Psicologia
Fundação Oswaldo Cruz Instituto Fernandes Figueira
Resumo This paper presents an ethnographic study on the relationship between men and primary healthcare in eight clinics in four Brazilian states. The objective was to comprehend the (in)visibility of men within the daily routine of care, based on gender perspectives, with discussion of the mechanisms that favor inequalities in healthcare work. Different dimensions of male (in)visibility were identified within this context: targeting of men in interventions within the field of public healthcare policies; male users who face difficulties in seeking attendance; difficulty in stimulating effective participation among men; and male subjects of care (for themselves and for others). The paper emphasizes the importance of gender studies and their relationship with health, while discussing the production of social inequalities that are (re)produced by the gender inequalities that are present in the social imaginary and in healthcare services.

Este trabajo presenta un estudio de caracter etnográfico acerca de la relación entre hombres y la asistencia a la salud en la Atención Primaria, realizado en ocho servicios de cuatro estados brasileños . Se objetivo es el de comprender la (in)visibilidad de los hombres en lo cotidiano de la asistencia, a partir de la perspectiva de género, que discute los mecanismos promotores de desigualdades presentes en el trabajo de salud. Se identificaron en tal contexto diferentes dimensiones de esta (in) visibilidad: los hombres como objeto de intervenciones en el campo de las políticas públicas de salud; como usuarios que afrontan dificultades en la busca por atención y en el estímulo a su participación efectiva; como sujetos del cuidado (de sí mesmos y de terceros). El trabajo refuerza la importancia de los estudios de género y su relación con la salud, en la medida en que discute la producción de las iniquidades sociales, (re)producidas por las desigualdades de género presentes en el imaginario social y en los servicios de salud.

Este trabalho apresenta estudo de caráter etnográfico acerca da relação entre homens e a assistência à saúde na Atenção Primária, realizado em oito serviços de quatro estados brasileiros. Seu objetivo é compreender a (in)visibilidade dos homens no cotidiano da assistência a partir da perspectiva de gênero, que discute os mecanismos promotores de desigualdades presentes no trabalho em saúde. Foram identificadas, nesse contexto, diferentes dimensões desta (in) visibilidade: os homens como alvo de intervenções no campo das políticas públicas de saúde; como usuários que enfrentam dificuldades na busca por atendimento e no estímulo à sua participação efetiva; como sujeitos do cuidado (de si e de terceiros). O trabalho reforça a importância dos estudos de gênero e sua relação com a saúde, na medida em que discute a produção das iniquidades sociais (re) produzidas pelas desigualdades de gênero presentes no imaginário social e nos serviços de saúde.
Palavra-chave Men's health
Men
Primary healthcare
Saúde do homem
Homens
Atenção primária à saúde
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-01
Publicado em Interface - Comunicação, Saúde, Educação. UNESP, v. 14, n. 33, p. 257-270, 2010.
ISSN 1414-3283 (Sherpa/Romeo)
Publicador UNESP
Extensão 257-270
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832010000200003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1414-32832010000200003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5752

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1414-32832010000200003.pdf
Tamanho: 111.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta