Hepatectomia direita ampliada com ressecção parcial da veia cava para metástase colorretal: relato de caso

Hepatectomia direita ampliada com ressecção parcial da veia cava para metástase colorretal: relato de caso

Título alternativo Extended right hepatectomy with partial resection of the vena cava from colorectal metastases: case report
Autor Costa, Sergio Renato Pais Autor UNIFESP Google Scholar
Lima, Olímpia Alves Teixeira Google Scholar
Cunha, Túlio Marcos Rodrigues Da Google Scholar
Soares, Aloisio Fernandes Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Hospital Regional da Asa Norte Serviço de Cirurgia Geral
UFPR
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo Introduction: Hepatectomy has been standard treatment for metastases from colorectal origin (CR). Metastases with inferior vena cava (IVC) involvement may require combined resection of the liver and IVC. This approach may present high surgical risk, Both profuse bleeding and gas embolism are letal intraoperative complications. Case: The authors present a case of single hepatic CR metastasis that was treated by means extended right hepatectomy with partial inferior vena cava resection and primary reconstruction. Patient present good postoperative course without neoplasm recurrence (one year follow-up period). Conclusion: Resection of VCI and combined reconstruction with hepatectomy may be satisfactorily done in selected cases. Lack of alternative treatments associated poor prognosis of untreated cases has justified this aggressive conduct. Therefore, this approach should be realized by hepatic surgery expertise team.

Introdução: A hepatectomia tem sido o tratamento padrão para metástase de origem colorretal (CR). Metástase com invasão da veia cava inferior (VCI) pode requerer ressecção combinada do fígado e VCI. Esta abordagem pode apresentar alto risco cirúrgico. Sangramento profuso e embolia gasosa são complicações intra-operatorias letais. Relato de Caso: Os autores relatam um caso de metástase colorretal única tratada com hepatectomia direita ampliada e ressecção parcial da veia cava com reconstrução primaria. Paciente apresentou boa evolução pós-operatória sem recidiva (um ano de seguimento). Conclusão: Ressecção da VCI e reconstrução combinada com hepatectomia pode ser satisfatoriamente realizada em casos selecionados. A falta de tratamentos alternativos e o prognostico reservado nos casos não operados justificam esta conduta agressiva. No entanto, esta abordagem deve ser realizada por equipe especializada em cirurgia hepática.
Palavra-chave Colorectal neoplasm, Hepatectomy
Neoplasm metastasis
Liver neoplasm
Survival rate
Neoplasias colorretais
Hepatectomia
Metástase neoplásica
Neoplasias hepáticas
Taxa de Sobrevida
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Coloproctologia. Cidade Editora Científica Ltda, v. 30, n. 2, p. 232-236, 2010.
ISSN 0101-9880 (Sherpa/Romeo)
Publicador Cidade Editora Científica Ltda
Extensão 232-236
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-98802010000200017
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-98802010000200017 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5751

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-98802010000200017.pdf
Tamanho: 2.788MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta