Reprodutibilidade interobservador dos índices vasculares do Doppler de amplitude tridimensional do embrião entre 7 e 10 semanas e 6 dias de gestação

Reprodutibilidade interobservador dos índices vasculares do Doppler de amplitude tridimensional do embrião entre 7 e 10 semanas e 6 dias de gestação

Título alternativo Interobserver reproducibility of vascular indices obtained with three-dimensional power Doppler ultrasonography of embryos at 7 to 10 weeks and 6 days of gestation
Autor Bortoletti Filho, João Autor UNIFESP Google Scholar
Nardozza, Luciano Marcondes Machado Autor UNIFESP Google Scholar
Araujo Júnior, Edward Autor UNIFESP Google Scholar
Rolo, Liliam Cristine Autor UNIFESP Google Scholar
Nowak, Paulo Martin Autor UNIFESP Google Scholar
Guimarães Filho, Hélio Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Moron, Antonio Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To evaluate the interobserver reproducibility of vascular indices obtained with three-dimensional power Doppler (3D power Doppler) ultrasonography at the first trimester of gestation. MATERIALS AND METHODS: The present reproducibility study involved 32 healthy pregnant women with 7 to 10 weeks and 6 days of gestation. The VOCAL (Virtual Organ Computer-aided AnaLysis) method was utilized to calculate embryos volume, with a 12° rotational angle. Subsequently, the software automatically displayed three 3D power Doppler vascular indices: vascularization index (VI), flow index (FI) and vascularization and flow index (VFI). In order to calculate the interobserver variability, an investigator performed a second blind measurement of the 32 embryos, and another investigator performed a third blind measurement of the same volumes. The interclass correlation coefficient (ICC) and Bland-Altman plots were utilized for statistical analysis. RESULTS: A good interobserver reproducibility was observed in relation to the three vascular indices. The VI presented ICC = 0.9 and mean difference between measurements = -1.1. For the FI, the ICC was 0.9 and mean difference = -0.5. The VFI presented ICC = 0.9 and mean difference = -1.1. CONCLUSION: The vascular indices, particularly the FI, obtained with 3D power Doppler ultrasonography at the first trimester of gestation demonstrated a high reproducibility.

OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade interobservador dos índices de vascularização do Doppler de amplitude tridimensional (Doppler de amplitude 3D) no primeiro trimestre de gestação. MATERIAIS E MÉTODOS: Realizou-se estudo de reprodutibilidade com 32 gestantes normais entre 7 e 10 semanas e 6 dias. Para o cálculo do volume tridimensional dos embriões utilizou-se o método VOCAL (Virtual Organ Computer-aided AnaLysis) com ângulo de rotação de 12°. Em seguida obtiveram-se, automaticamente, os três índices vasculares do Doppler de amplitude 3D: índice de vascularização (VI), índice de fluxo (FI) e índice de vascularização e fluxo (VFI). Para o cálculo da variabilidade interobservador, um examinador realizou uma segunda medida dos 32 embriões e um segundo examinador realizou uma terceira medida dos mesmos volumes, ambos desconhecendo os resultados do outro. Utilizaram-se, para análise estatística, o coeficiente de correlação intraclasse (CCI) e gráficos de Bland-Altman. RESULTADOS: Observou-se boa reprodutibilidade interobservador dos três índices vasculares. O VI apresentou CCI = 0,9 e média da diferença = -1,1; o FI apresentou CCI = 0,9 e média da diferença = -0,5; e o VFI apresentou CCI = 0,9 e média da diferença = -1,1. CONCLUSÃO: Os índices vasculares do Doppler de amplitude 3D do embrião no primeiro trimestre de gestação foram altamente reprodutíveis, em especial o FI.
Palavra-chave First trimester of gestation
Color Doppler ultrasonography
Reproducibility of results
Three-dimensional imaging
Primeiro trimestre de gestação
Ultrassonografia color Doppler
Reprodutibilidade dos resultados
Imagem tridimensional
Idioma Português
Data de publicação 2010-06-01
Publicado em Radiologia Brasileira. Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, v. 43, n. 3, p. 143-148, 2010.
ISSN 0100-3984 (Sherpa/Romeo)
Publicador Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Extensão 143-148
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842010000300003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-39842010000300003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5738

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-39842010000300003.pdf
Tamanho: 268.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta